Mortalidade infantil na Baixada Santista é tema de debate em Santos

No domingo haverá palestras na tenda da APM na Praia do Gonzaga sobre Zika, gestação e outros temas

Comentar
Compartilhar
07 ABR 2017Por Da Reportagem10h30
A IX Jornada de Ginecologia e Obstetrícia discute o tema para fortalecer profissionais, assistência e gestãoA IX Jornada de Ginecologia e Obstetrícia discute o tema para fortalecer profissionais, assistência e gestãoFoto: Rodrigo Montaldi/DL

A Baixada Santista possui a maior taxa de mortalidade infantil do Estado de São Paulo, segundo dados divulgados em outubro do ano passado pela Fundação Seade e Secretaria de Estado da Saúde. Com intuito de discutir o tema e buscar alternativas para amenizar o problema, é realizado desde ontem em Santos, no Mendes Plaza Hotel, a IX Jornada de Ginecologia e Obstetrícia. O evento segue até domingo e reúne autoridades e profissionais da área. No domingo a programação será dedicada às mulheres.

Em 2016, conforme os dados divulgados das nove cidades da região, para cada mil nascidos vivos, 14,6 óbitos ocorriam em crianças com menos de um ano. Este número é 36,4% maior do que a média estadual, que é de 10,7 óbitos para cada mil nascidos vivos.

Segundo o presidente da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp), Francisco Lázaro Pereira de Souza, o evento é importante porque discute não só questões de políticas públicas, mas a melhoria no atendimento prestado nos atendimentos, além de esclarecer sobre as causas da mortalidade infantil.  

“A morte materna é aquela onde a mulher morre por causas relacionadas ao parto ou aborto. A morte neonatal é a morte do bebê até 28 dias após o nascimento. Essas duas situações são muito ligadas ao tipo de atendimento que a mulher recebe neste momento não só em questão de vaga, mas quanto tempo ela levou para ser atendida e também tudo que ela traz do ponto de vista do pré-natal, além da condição da saúde da gestante”, explica Lázaro.

Hoje e amanhã, o encontro é realizado no Mendes Plaza Hotel na Avenida Marechal Floriano Peixoto, nº 42, no Gonzaga, em Santos. Já no domingo, a partir das 9h haverá uma ação social na Tenda da APM, localizada na Praia do Gonzaga (próximo ao canal 3).