governo 2

Moradores dos morros de Santos sofrem com dupla tarifa de ônibus

A Prefeitura jogou para o segundo semestre a apresentação do estudo para integração no transporte

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2019Por Carlos Ratton07h00
Moradores dos morros Santa Maria, Vila Progresso e Cruzeiro reivindicam integração do transporteFoto: Nair Bueno/DL

A Prefeitura de Santos jogou para o segundo semestre a apresentação do estudo para integração no transporte público que eliminaria a necessidade dos moradores dos morros Santa Maria, Vila Progresso e Cruzeiro de pagar passagem em dobro.

Vale lembrar que cidadãos que moram nesses três morros têm que utilizar duas conduções, ônibus e vans, sendo o primeiro para levá-los no pé do morro e o segundo para suas residências, gastando R$ 8,60 para ir trabalhar e o mesmo valor para voltar para casa. A passagem em Santos custa R$ 4,30, uma das mais caras da região.

Na última quinta-feira (13), o vereador Lincoln Reis (PL), que vem lutando para mudar essa situação, esteve reunido com o diretor presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) Santos, Rogério Villani, e com diretor técnico operacional Carlos Alberto Russo. Ele também discutiu ações nos morros para melhoria do trânsito e sinalização.

A integração entre ônibus e as vans que atendem os morros é um problema que tem sido muito cobrado pelos moradores, pois os usuários precisam pagar duas passagens inteiras nos morros, já que as vans não vão para os bairros e nem entram no terminal de passageiros. Os ônibus também não sobem os morros.

"Muitos patrões se recusam a pagar duas conduções, pois alegam que o funcionário não mora em outro município. Tem gente subindo a pé debaixo de sol e chuva. É desumano. O transporte público precisa ser eficaz, honesto e digno", afirma Lincoln.

De acordo com Villani, 15 ônibus (pequenos) novos passarão a integrar a frota e alguns serão destinados aos morros. O presidente também se comprometeu em buscar recursos para a implantação da máquina do cartão BR, para que os passageiros possam utilizar melhor o transporte público.

Atualmente, 55 permissionários trabalham com vans levando cerca de cinco mil moradores para os três morros santistas. "Parece que existe duas Santos. A integração dos ônibus municipais com o VLT (Veículos Leves Sobre Trilhos) já foi feita. Por que não fazem com as vans, proporcionando o pagamento de apenas uma passagem?", questiona o parlamentar.

Durante o encontro, foi cobrada a melhoria na descida da Rua São Roque, na Vila Lindoia, no Morro do São Bento, devido a muitos acidentes ocorridos no local. Segundo a CET, algumas ações para diminuir os acidentes foram tomadas como a melhoria na sinalização visual e de solo. Porém, as medida tomadas não foram suficientes para impedir que novos acidentes acontecessem no local.

Por isso, a CET estuda adquirir uma máquina para frisar o asfalto, além de pinturas de faixas, que estão sendo avaliadas.