Doria não deixa claro se SP vai ter aumento de restrições pela pandemia

Governador disse que a gestão estadual não esconde dados de aumento de casos da Covid-19 e chamou Plano SP de 'bússola para enfrentamento da pandemia'

Comentar
Compartilhar
26 NOV 2020Por Bruno Hoffmann - GSP13h40
João Doria é governador de São PauloFoto: Divulgação Governo do Estado

Em entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira, o governador João Doria (PSDB) disse que a gestão estadual não esconde dados de aumento de casos da Covid-19 e não deixou claro se deverá haver aumento de restrição por causa da pandemia, com a possibilidade da ida do Estado para a fase amarela do Plano São Paulo, como noticiado pela Folha nesta manhã

Nesta quinta, o governador chamou o Plano São Paulo de “bússola para o enfrentamento da pandemia” e disse que o plano de retomada econômica e social no Estado é feito de forma heterogênea. “Fazemos isso regionalmente, de forma heterogênea, olhando e observando os dados de acordo com cada região do estado de São Paulo”, disse ele.

O tucano também afirmou que a sua gestão não esconde dados de aumento da doença, conforme críticas de líderes da oposição. “Como governador, quero deixar claro que São Paulo não esconde dados, São Paulo não tira site de dados do ar, São Paulo não nega que estamos enfrentando uma gravíssima pandemia. E o Governo de São Paulo nunca afirmou que estamos enfrentando uma gripezinha ou um resfriadozinho”, disse, em crítica ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Ele também criticou o presidente ao se dizer “perplexo” que o governo federal não tenha ainda um programa nacional de imunização. “O governo federal já deveria ter anunciado o programa nacional de imunização. Nós já temos três vacinas que estão em fase de aprovação pela Anvisa, incluindo a Coronavac”, disse, em referência à vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.