CDHU entrega senhas a 1.300 pessoas nesta quinta-feira

Integrantes de associações e cooperativas concorrem ao sorteio de 500 imóveis no Estradão

Comentar
Compartilhar
02 FEV 201317h58

A casa própria deixará de ser sonho para se tornar a realidade de 500 famílias. Nesta quinta-feira, cerca de 1.300 pessoas receberão uma senha cada para participar do sorteio dos 500 apartamentos do Complexo Habitacional Santos C/N do Projeto Estradão, erguido na Zona Noroeste de Santos. O empreendimento é uma parceria da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), com a Prefeitura de Santos, por meio da Cohab Santista.

 A lista com os nomes dos inscritos e as datas e locais da entrega da senha e do sorteio foram publicados no Diário Oficial de Santos, de ontem.

A CDHU fará a entrega das senhas, no Mercado Municipal de Santos, na Praça Iguatemi Martins, s/nº, na Vila Nova, das 15 às 19 horas. Já o sorteio será realizado, na sexta-feira, às 14 horas, na Associação Atlética Portuguesa, na Avenida Senador Pinheiro Machado, 240, no Marapé, em Santos.  

Segundo o gerente regional da CDHU na Baixada Santista, José Marcelo Ferreira Marques, os inscritos já estavam cadastrados na Cohab Santista e fazem parte de movimentos de moradia, associações e cooperativas de Santos. O cadastro do órgão municipal inclui 1.500 pessoas, mas nem todas se inscreveram na CDHU para o projeto do Estradão.

Embora o sorteio dos mutuários seja já nesta sexta-feira, ainda não há previsão para a entrega das chaves dos apartamentos. O valor de cada apartamento ainda não foi definido pela CDHU.

De acordo com o gerente regional da CDHU, ainda falta concluir as obras de urbanização como pavimentação e drenagem, no entorno dos edifícios, que são realizadas pela Prefeitura. Outra pendência é a documentação. “Ainda falta a emissão do ‘Habite-se’ e o registro no cartório”.

Projeto Estradão

O Estradão possui 25 blocos de apartamentos e é formado pelos núcleos Santos ‘C’ (16 blocos e 320 apartamentos) e Santos ‘N’ (nove prédios e 180 moradias). Cada residência tem 44,89 m² e conta com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Há nos núcleos ruas internas de circulação, vagas para estacionamento e espaços comunitários e de lazer.

Para a construção do conjunto, a Prefeitura desapropriou dois terrenos de 14.264 m² e 8.399 m² na área do ‘Estradão’ e, com a autorização da Câmara Municipal, os doou em dezembro de 2005 para a CDHU. A definição dos movimentos contemplados e a listagem dos pretensos mutuários foi realizada pelo Conselho Municipal de Habitação.