Baixada Santista segue em estado de atenção por conta da chuva

Em Peruíbe, 180 pessoas estão acolhidas por conta dos maiores volumes de chuva acumulados dos últimos 15 anos

Comentar
Compartilhar
07 FEV 2019Por Rafaella Martinez08h40
A Avenida Nossa Senhora de Fátima permaneceu durante todo o dia com as faixas alagadasFoto: Nair Bueno/DL

A chuva que atinge a Baixada Santista desde o último domingo (2) continua causando transtornos para a população. De acordo com a Defesa Civil de Santos, o acumulado das últimas 72h é de 260,9mm e os morros permanecem em estado de atenção devido à umidade das encostas.

A Avenida Nossa Senhora de Fátima, sentido São Vicente/Santos, permaneceu durante todo o dia de ontem com as faixas alagadas desde a Rua Itanhaém até a entrada da cidade.

O atendimento às famílias que perderam seus pertences continua sendo feito por meio do contato direto com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência do munícipe, das 8h às 17h.

O Fundo Social de Solidariedade está recebendo doações de móveis e eletrodomésticos para serem entregues para as 20 famílias desabrigadas. Interessados em colaborar devem entrar em contato pelo telefone 3222-8050.

Litoral Sul

A Prefeitura de Peruíbe informou que cerca de 180 pessoas estão acolhidas e recebendo toda no (NIP) Núcleo de Inicialização Profissional e na EMEF Delcélia Joselita Machado Bezerra depois de desabrigadas de suas casas em razão dos maiores volumes de chuva acumulados, em tão pouco tempo, dos últimos 15 anos.

A maré continua em nível elevado impedindo a vazão das águas das chuvas, mantendo muitas ruas com alagamentos, principalmente no bairro Caraguava. O Município permanece em estado de atenção.

O Fundo Social de Solidariedade está recendo doações de roupas, colchões, toalhas de banho, materiais de higiene e limpeza, além de alimentos não perecíveis e fraldas. O endereço é rua São Paulo, 305, no Centro.

Colunas

Contraponto