Baixada Santista concorre ao Prêmio Ações Inclusivas

Com o objetivo de premiar e incentivar práticas inclusivas, o concurso recebeu projetos de Bertioga, Praia Grande e Santos

Comentar
Compartilhar
10 DEZ 201211h30

A terceira edição do Prêmio Ações Inclusivas para Pessoas com Deficiência recebeu projetos de todo o Estado. Os municípios de Bertioga, Praia Grande e Santos foram responsáveis por inscrever uma iniciativa cada um. Realizada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, a premiação tem o objetivo de estimular a implantação de iniciativas inclusivas, além de identificar e reconhecer as já existentes. As 10 melhores práticas inclusivas serão premiadas em uma cerimônia que acontece dia 12 de dezembro, às 18h, na capital paulista.

Nesta terceira edição, puderam se inscrever representantes da gestão pública e de instituições não governamentais sem fins lucrativos. Segundo os critérios estabelecidos no regulamento do prêmio, serão selecionadas 30 ações finalistas que receberão Certificado de Participação. As 10 melhores práticas inclusivas ganharão troféu, placa de menção honrosa, difusão em publicação impressa e divulgação através de site.

Em sua terceira edição, o prêmio Ações Inclusivas premia boas iniciativas para inclusão da pessoa com deficiência (Foto: Divulgação)

O Brasil tem hoje cerca de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Somente no Estado de São Paulo, esse número ultrapassa 9 milhões. Para a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Linamara Rizzo Battistella, o prêmio tem o intuito de potencializar a questão da inclusão. “As políticas de inclusão devem ser reconhecidas e incentivadas. Em todo o Estado, os municípios vêm promovendo importantes progressos relativos às pessoas com deficiência. O Prêmio é um instrumento para difundir e multiplicar esses trabalhos tão importantes”, afirma a secretária.