Ato celebra dia contra intolerância religiosa

O movimento existe há 13 anos e engloba em torno de 17 comunidades religiosas

Comentar
Compartilhar
21 JAN 2017Por Vanessa Pimentel11h02
José de Abreu, um dos organizadores do evento, convida a todos a participarem da comemoração. “O tema este ano será ‘Na Essência Somos Todos Um’”, adianta eleFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Para fortalecer a campanha de respeito às religiões e conscientizar a população sobre o assunto, o Movimento Inter-religioso pela Cidadania, juntamente com a Prefeitura de Santos e o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra realizam hoje, às 19h30, um Ato Inter-religioso no Centro Cultural Israelita Brasileiro, na Avenida Conselheiro Nébias, 254, com entrada franca. A organização existe há 13 anos e engloba em torno de 17 comunidades religiosas.

Estarão presentes, além das autoridades civis e militares, os representantes das comunidades religiosas que compõem o Movimento Inter-religioso bem como outras que se fizeram representar para uma abordagem sobre essa data.

“Cada membro de cada comunidade terá dois minutos para falar sobre sua visão da intolerância religiosa. Neste ano, o tema será ‘Na Essência Somos Todos Um’, explica José de Abreu, um dos organizadores.

A banda do 6º BPM-I foi convidada para realizar a abertura do evento com o Hino Nacional Brasileiro e o Hino Oficial da Cidade.

Instituída em 2007 pela Lei 11.635, a data é em memória à iyalorixá Gildásia dos Santos e Santos, a mãe Gilda. Em 1999, ela teve sua casa invadida e seu terreiro depredado após a publicação de uma reportagem acusando o Candomblé de charlatanismo.  

Caso recente

Em junho de 2015, no Rio de Janeiro, uma menina de 11 anos, praticante de Candomblé, foi apedrejada na cabeça e insultada por dois homens que portavam Bíblias nas mãos. O fato despertou a atenção do público para a intolerância religiosa no Brasil e o preconceito contra as religiões de matrizes africanas, além de ressaltar a importância dos encontros inter-religiosos a fim de buscar a paz entre as crenças.