Voluntárias do Fundo Social fazem os últimos ajustes em fantasias para o Carnabonde

O grupo de mais de trinta voluntárias do fundo se inspirou no tema que alegrou os foliões do antigo bloco Turistas do Bairro Chinês, no ano de 1956

Comentar
Compartilhar
08 FEV 2018Por Da Reportagem14h35
Voluntárias do Fundo Social fazem os últimos ajustes em fantasias para o CarnabondeFoto: Susan Hortas/PMS

De ombros de fora em um traje inspirado nas espanholas, Irene Felício, 70 anos, faz a prova de sua fantasia vermelha e preta na sala de costura do Fundo Social de Solidariedade (FSS).

Voluntária há 18 anos, a aposentada não vê a hora de chegar o sábado (10) para desfilar sua alegria no Carnabonde, que acontece no Centro Histórico, a partir das 11h. “Este ano iremos arrasar. Estamos chiques, femininas, cheias de glamour e brilho”.

O grupo de mais de trinta voluntárias do fundo se inspirou no tema que alegrou os foliões do antigo bloco Turistas do Bairro Chinês, no ano de 1956. Com fantasias que remetiam às touradas da Espanha, os registros da época mostram os trajes cheios de babados e apliques de rosas. A confecção durou mais de duas semanas, incluindo finais de semana.  

TRADIÇÃO

Há 22 anos como voluntária no FSS, Marilene Tavares Rodrigues, 74, conta que participou de todas as edições do Carnabonde. “Aproveito a festa no Centro há 18 anos. Vou de sapato baixo para conseguir ficar até o final. Quando acabar, nossa turminha vai comer um pastel e continuar a folia, sem hora para acabar. Essa confraternização já é tradição entre nós”.

Para a presidente do FSS, Maria Ignez Barbosa, a festa é uma oportunidade de lazer para santistas e turistas de todas as idades. “As voluntárias estão ansiosas para participar, é uma festa tradicional, acontece há tantos anos e é uma ótima opção de diversão para toda a família”.  

Diário da Copa

RUSSIA 2018
Faltam
dias para a Copa

Colunas

Contraponto