23h : 48min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Presidente dos Correios afirma que agência deve permanecer

Única agência que atende na região corria risco de fechar em agosto devido à crise financeira

Comentar
Compartilhar
11 JUL 2017Por Da Reportagem11h00
Adilson Junior (PTB) e os vereadores Geonísio Aguiar (PSBD) e Fabiano Reis (PR) participaram de reunião ontem com o presidente dos Correios para garantir funcionamentoFoto: Lucas Lima/DL

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, afirmou que a agência da Avenida Nossa Senhora de Fátima, na Zona Noroeste não deve ser fechada. A declaração foi feita durante reunião com o presidente da Câmara Municipal de Santos, Adilson Junior (PTB) e os vereadores Geonísio Aguiar (PSBD) e Fabiano Reis (PR), ontem, na sede da empresa, em São Paulo.

“Não podemos afirmar agora, até por conta da situação dos Correios e do processo de fechamento de várias agências em todo o Brasil, mas até dezembro ela fica aberta e a tendência é que continue assim”, afirmou Campos. 

Geonísio Aguiar, o Boquinha, declarou que a reunião foi esclarecedora, pois os vereadores levaram ao presidente da entidade um diagnóstico com a importância da única agência dos Correios existente no bairro. 

“A agência atende cerca de 17 mil pessoas por mês e oferece um ótimo atendimento para quem mora naquela região. O presidente só não bateu o martelo em relação ao que vai acontecer após dezembro, porque realmente o órgão está em uma situação financeira difícil, mas praticamente garantiu que esse prazo vai se estender”, afirmou Boquinha. 

Além da permanência da sede, os vereadores transmitiram a reivindicação de funcionários e moradores em relação aos problemas de acesso ao centro de distribuição dos Correios na região. Sobre isso, o presidente afirmou que já tinha conhecimento da situação, por conta das reclamações do sindicato dos funcionários dos Correios e que pretende buscar um novo imóvel para o serviço.

Está prevista também, nas próximas semanas, a visita do superintendente regional dos Correios, Sérgio Repolho, à Baixada Santista, para, ao lado dos vereadores, conhecer a agência da Zona Noroeste e o centro de ­distribuição.

Os parlamentares consideraram a reunião muito positiva e Campos reconheceu que a manutenção da agencia ganhou força graças à ação política dos deputados federais Beto Mansur (PRB) e João Paulo Tavares Papa (PSDB), e agora dos três vereadores da cidade. 

“É uma região periférica, onde mora um terço da população da cidade, e que muitos moradores precisam buscar suas entregas e correspondências na própria agência dos Correios. A região, que já perdeu a agência do Banco do Brasil e a Farmácia Popular, não poderia ficar sem mais esse serviço”, afirmaram os vereadores.

Histórico

Em junho, a única agência dos Correios que atende a Zona Noroeste, localizada na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 715, havia sido notificada sobre a ­transferência da unidade para um novo local, o que aconteceria em agosto. 

Com a notícia, houve mobilização política e horas depois, a empresa informou que o prazo para o fechamento da agência seria dezembro. Preocupados com apenas a prorrogação das atividades, os vereadores se comprometeram a continuar acompanhando a situação para evitar o fechamento da agência no fim deste ano.  

Colunas

Contraponto