Prefeitura Santos febre amarela

Corinthians fecha por 4 anos com zagueiro Marllon, ex-Ponte Preta

Além de Marllon, do jovem Matheus, ex-ABC, e também de Ralf, anunciado na segunda-feira (11), o Corinthians quer mais um jogador para provavelmente encerrar o ciclo de contratações do primeiro semestre.

Comentar
Compartilhar
13 FEV 2018Por Folhapress13h56
Marllon foi um dos destaques da Ponte Preta no ano passado.Foto: Divulgação/Fábio Leoni/Ponte Press

Com 25 anos, Marllon deve ser o novo zagueiro do Corinthians. A direção do clube alcançou acordo com o Cianorte-PR, dono do defensor, para adquirir 50% de direitos econômicos e assinar um contrato válido por quatro temporadas. O investimento é estimado em R$ 1 milhão, mas não deve ser o único dos próximos dias.

Além de Marllon, do jovem Matheus, ex-ABC, e também de Ralf, anunciado na segunda-feira (11), o Corinthians quer mais um jogador para provavelmente encerrar o ciclo de contratações do primeiro semestre. A direção do clube adota cautela ao abordar nomes, mas fará o máximo possível para entregar um jogador capaz de substituir Jô, em imediato, para a disputa do Paulistão e da Copa Libertadores.

O prazo é curto, já que as inscrições no Campeonato Paulista se encerram no próximo dia 23 e o clube também precisará definir os inscritos para a Copa Libertadores em prazo semelhante. A estreia no torneio continental é no dia 28, contra o Millonários-COL, e até lá Carille espera ter um reforço para a posição mais carente do time.

Um nome atualmente avaliado é o de Alan Kardec, 29 anos e em última temporada sob contrato no Chongqing Lifan-CHN. Com a aprovação de Fábio Carille, que gosta das características do ex-centroavante de São Paulo e Palmeiras, o Corinthians ainda não abriu negociações pelo atleta, mas é hoje um dos principais alvos para a posição. A chegada dele dependeria, porém, de um acordo com a equipe chinesa.

Antes das eleições do dia 3, o então presidente Roberto de Andrade chegou a tratar sobre a possibilidade de adquirir Henrique Dourado, mas os números que envolveriam o negócio fizeram com que o Corinthians se afastasse -o Flamengo contratou o centroavante. Gilberto, sem clube, também discutiu possibilidades, mas não houve consenso interno por sua contratação.

Colunas

Contraponto