04h : 03min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Corinthians faz 2 a 0 no América-MG em estreia de Oswaldo e cola no G6

Com o resultado, a agremiação de Parque São Jorge subiu da nona para a sétima colocação, com 48 pontos

Comentar
Compartilhar
16 OUT 2016Por Gazeta Press21h21

Os quase 26 mil torcedores que assistiram à estreia da terceira passagem do técnico Oswaldo de Oliveira pelo Corinthians deixaram o Estádio de Itaquera na esperança de um futuro melhor. Na noite deste domingo, o Timão não teve dificuldades para vencer o lanterna do Campeonato Brasileiro, o América-MG, por 2 a 0, pela 31ª rodada do torneio nacional. O atacante paraguaio Ángel Romero e o meia Rodriguinho marcaram os gols para a alegria da Fiel.

Com o resultado, a agremiação de Parque São Jorge subiu da nona para a sétima colocação, com 48 pontos, os mesmos do Atlético-PR, primeira equipe dentro do G6, zona de classificação para a Copa Libertadores da América de 2017. O Corinthians não ultrapassa a equipe paranaense por ter uma vitória a menos (15 a 14), e ainda pode ser superado por Grêmio e Fluminense, que ainda jogam na rodada.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Alvinegro volta a campo daqui a uma semana, no próximo domingo, para enfrentar o vice-líder Flamengo, às 17 horas (de Brasília), no Maracanã. Antes, porém, o Timão encara o Cruzeiro pelo duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão. Após vencer o primeiro encontro por 2 a 1, em Itaquera, a equipe paulista joga pelo empate em Belo Horizonte.

Pressão e inteligência corintianas no primeiro tempo

O América-MG não demorou para mostrar toda a sua fragilidade defensiva. Logo aos quatro minutos, em uma rápida troca de passes, Romero recebeu de Rodriguinho no meio e deixou Guilherme cara a cara com o goleiro Jonas. O atacante corintiano, no entanto, bateu fraco de primeira e a bola passou raspando a trave esquerda.

Na tentativa de seguir pressionando a equipe mineira, o Timão falhava na transição da defesa para o ataque, com erros de passes provocados pela marcação alta dos adversários. Em uma dessas bobeadas, o América-MG chegou com perigo: Osman recebeu lançamento pelo alto, ganhou de Pedro Henrique e cabeceou para defesa de Walter.

Segundos depois, os mandantes responderam com Giovanni Augusto. Após cruzamento, o meia driblou Ernandes e chutou cruzado. O goleiro João Ricardo se esticou todo para espalmar. Na cobrança de escanteio, Romero pegou aproveitou rebote e testou para a rede, mas foi flagrado em posição de impedimento.

O gol do Alvinegro, contudo, não demoraria para acontecer. Aos 16, Rodriguinho deixou Guilherme livre na esquerda, o meia rolou para o meio da área e encontrou Romero. Desta vez em posição legal, o paraguaio só teve o trabalho de empurrar para o fundo gol, abrindo o placar em Itaquera.

Após desfazer a frágil retranca mineira, o Timão diminuiu o ritmo, chamou o América-MG para seu campo de defesa e passou a apostar nos contra-ataques. Em um deles, aos 38 minutos, Guilherme tocou de peito para Uendel, que arrancou em velocidade. O lateral esquerdo devolveu para o camisa 10, que cruzou na medida para Rodriguinho finalizar de primeira no ângulo direito de João Ricardo, marcando um golaço antes do intervalo em Itaquera.

Segundo tempo preguiçoso

Assim como fez após marcar o primeiro gol, o Corinthians começou o segundo tempo esperando o rival em seu campo de defesa para sair no contra-ataque. Aparentando um pouco de relaxo pela vantagem no placar, o Timão quase foi castigado aos 20 minutos, quando o meia Tony arriscou de longe, obrigando o goleiro Walter a se esticar todo para colocar em escanteio.

O susto serviu para o Corinthians acordar. Pouco depois da bomba de Tony, Guilherme fez bom lançamento para Rildo, que havia acabado de entrar no lugar de Marlone. O atacante testou para baixo na saída do goleiro João Ricardo, que defendeu com a perna.

A partir daí, o Corinthians passou a usar mais da velocidade para surpreender o time de Belo Horizonte. Isso muito em função das entradas de Rildo e Lucca nas vagas de Marlone e Guilherme, respectivamente. Com o sistema defensivo seguro, também por conta da fragilidade do América-MG, que pouco ameaçou na etapa decisiva, o Alvinegro garantiu o triunfo por 2 a 0 e se manteve firme na briga por uma vaga na Copa Libertadores de 2017.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 AMÉRICA-MG

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 16 de outubro de 2016, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa-PA)
Assistentes: Márcio Gleidson Correia Dias e Hélcio Araújo Neves (ambos do PA)
Público: 25.965 torcedores no total
Renda: R$ 1.285.708,00
Cartão Amarelo: Giovanni Augusto e Pedro Henrique (Corinthians); Tony (América-MG)
Cartão Vermelho: –

Gols:

CORINTHIANS: Ángel Romero, aos 16 minutos do primeiro tempo, e Rodriguinho, aos 38 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Uendel; Camacho, Giovanni Augusto (Marciel), Romero, Rodriguinho e Marlone (Rildo); Guilherme (Lucca)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

AMÉRICA-MG: João Ricardo; Jonas, Éder Lima, Messias e Gilson (Sávio); Leandro Guerreiro, Juninho (Christian Sávio), Ernandes, Tony e Nixon (Danilo Barcelos); Osman
Técnico: Enderson Moreira

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar