06h : 47min

Conheça o
Caderno + DL

Ler

Assine o Jornal por R$8
por mês no plano atual

AssineLer Jornal

Após broncas, Cuca enxerga Dudu transformado em um grande jogador

O atacante foi o grande nome do Palmeiras contra o Botafogo, anotando o gol em um cruzamento de Gabriel Jesus

Comentar
Compartilhar
21 NOV 2016Por Gazeta Press15h30
Cuca disse que Dudu aprendeu com as broncas para se tornar um “grande jogador”Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

O técnico Cuca aproveitou a entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 contra o Botafogo, neste domingo, para elogiar o capitão Dudu. O atacante foi o grande nome do Palmeiras na partida, anotando o gol em um cruzamento de Gabriel Jesus. Segundo o treinador, o camisa 7 se transformou “em um grande jogador” após levar diversas broncas no Campeonato Brasileiro.

A transformação apontada por Cuca teve início após a partida contra o Botafogo no primeiro turno, a qual o Palmeiras perdeu por 3 a 1. Dudu vinha de atuações ruins e ficou no banco de reservas por opção técnicá. Ele retomou a titularidade no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, na rodada seguinte, mas só voltou a ser decisivo no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória.

Naquela partida, Dudu ganhou a faixa de capitão como um incentivo do treinador. E retribuiu dando assistência para um gol de Cleiton Xavier. “Tenho um pouquinho [de participação]. O mérito é todo dele. Sempre chamava o Dudu na minha sala, após os jogos, para mostrar os scouts e dizer que ele estava participando pouco e tinha batido pouco na bola”, recordou Cuca.

“Um dia ele me disse que estava cansado de ser cobrado por mim. E, marejado, disse que um dia gostaria de ser chamado para que eu o elogiasse. Aquilo me marcou muito, tanto que o chamei para fazer elogios quando ele jogou bem. Falei que eu daria a faixa por merecimento. Ele virou outro jogador em termos táticos, de preencher os espaços, ganhar a segunda bola e ter esse controle emocional”, afirmou.

Para Cuca, o atacante passou por “uma evolução muito grande”. “Ele deixou de ser um jogador que jogava bonito para virar um grande jogador. Hoje ele é um grande jogador. É responsável e tem cuidado tático. Se antes valia muito quando jogava bonito, hoje ele vale o dobro. E não é para o Palmeiras, é para ele mesmo. Fico muito feliz de vê-lo jogando tanta bola assim”, disse.

Cuca disse que dará folga aos jogadores na segunda-feira e retomará os treinos na terça. Com a vitória sobre o Botafogo, o time pode ser campeão com um empate contra a Chapecoense, no próximo domingo, no Palestra Itália. Ao considerar o título próximo, o treinador fez questão de elogiar o controle emocional dos jovens jogadores que formam a equipe titular.

Dudu, por exemplo, tem apenas 24 anos. “Temos só três campeões entre 33 jogadores. Eles têm uma vontade enorme de ganhar, mas não podemos esquecer que são muito jovens. Muitos não viram o Palmeiras ser campeão em 1994, porque não existiam ainda. É um peso que estão suportando muito bem”, disse o treinador. “Deixamos de ser um time de meninos para sermos sermos campeões. E meus meninos viraram homens dentro de campo”.

Colunas

Contraponto

Construtora CredLar