X

Automotor

Fiat Fastback Limited Edition by Abarth: a top da família Fastback

Versão Limited Edition by Abarth do Fastback exibe as potencialidades do utilitário esportivo compacto da Fiat

Luiz Humberto Monteiro Pereira - AutoMotrix

Publicado em 05/02/2023 às 08:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O Fastback é um utilitário esportivo compacto com estilo cupê derivado do Pulse / Luiza Kreitlon/AutoMotrix

No grupo Stellantis, como já ocorria na antiga Fiat Chrysler Automobiles antes de se juntar com a PSA Peugeot Citroën, a marca vocacionada aos utilitários esportivos é a Jeep. Para embalar a estratégia de implantação da marca norte-americana no Brasil, a Fiat do Brasil adiou sua entrada no segmento mais em alta no mercado mundial. O primeiro utilitário esportivo produzido pela fabricante italiana no país estreou somente em 2021: o compacto Pulse. No final do ano seguinte, chegou a vez do Fastback, também fabricado em Betim (MG). O modelo é oferecido em três versões, com as duas de entrada, a Audace e a Impetus, equipadas com o motor 1.0 T200 turbo e preços de R$ 133.990 e de R$ 145.490, respectivamente. Já a Limited Edition Powered by Abarth Turbo 270 – que, apesar do nome, não é uma série limitada e sim a configuração topo de linha da família – parte de R$ 158.490. Embora não seja a configuração mais vendida, a “top” cumpre a clássica função de “objeto do desejo” e de estrela das publicidades do SUV.

O Fastback surgiu como um carro-conceito no Salão do Automóvel de São Paulo de 2018, desenvolvido sobre a picape compacta-média Toro. Já o modelo de série utiliza a mesma plataforma MLA adotada no Pulse. Com um estilo que parece uma “versão italiana” de SUVs-cupês germânicos, como os BMW X6 e X4, a linha Sportback da Audi e o Porsche Cayenne, o Fastback também remete à proposta estética do Volkswagen Nivus. O modelo tem o mesmo entre-eixos (2,53 metros) e a mesma largura (1,77 metro) do Pulse, no entanto, é três centímetros mais baixo e 33 centímetros mais alongado (4,42 metros ante 4,09 metros do Pulse). Apesar de ser o SUV compacto mais comprido do mercado – chega a ser dois centímetros mais longo em comparação ao Jeep Compass, que é da categoria dos médios –, o Fastback tem a menor distância de entre-eixos do segmento, a mesma do Pulse. Isso revela um crescimento apenas no balanço, que é a medida do eixo traseiro até o final do para-choque. Sob certos ângulos, a traseira do Fastback pode parecer superdimensionada – até as graúdas rodas de 18 polegadas dão a impressão de serem pequenas no conjunto. A parte de trás avantajada ajuda a conferir ao SUV-cupê da Fiat o maior porta-malas da categoria – 516 litros.

Frontalmente, há poucas diferenças em relação ao Pulse. O para-choque tem entradas aerodinâmicas e a grade é no formato de colmeia tridimensional em black piano. Os faróis são em full-led de série com DRL (luzes de circulação diurna). Na lateral, a silhueta é fluida, com a coluna “C” (a de trás) bem inclinada e o teto descendo acentuadamente até a traseira. O limpador do vidro de trás, estranhamente, não existe. O teto e as capas dos retrovisores em preto são do pacote Limited Edition. As lanternas em leds têm aspecto tridimensional. A versão com a assinatura da preparadora esportiva Abarth (que tem como símbolo um escorpião) acrescenta rodas esportivas de liga leve de 18 polegadas com pintura escurecida, badges “Limited Edition” nos para-lamas dianteiros, “Powered by Abarth” no cofre do motor e na tampa do porta-malas e alguns “easter eggs” (aquelas figurinhas ligadas tipicamente à Jeep) espalhadas pelo interior da cabine.

As versões Audace e Impetus trazem um motor tricilíndrico 1.0 turbo 200 Flex “herdado” do Pulse, com 125 cavalos de potência abastecido com gasolina e 130 cavalos com etanol, e 200 Nm (daí, o nome) de torque ou 20,4 kgfm, sempre associado à transmissão tipo CVT com 7 marchas simuladas. Já a “top” Limited Edition by Abarth é movida pelo motor 1.3 GSE turbo de quatro cilindros T270 – utilizado também pela Toro e pelos Jeep Renegade, Compass e Commander –, que entrega 180 cavalos com gasolina no tanque e 185 cavalos com etanol e torque de 270 Nm (origem da nomenclatura) ou 27,5 kgfm, acoplado ao câmbio automático de 6 marchas. Com esse propulsor, segundo a fabricante, o carro acelera de zero a 100 km/h em 8,1 segundos e pode chegar a 210 km/h com etanol. Pelos dados do Inmetro, o consumo urbano fica em 11,3 km/l (gasolina) e 7,9 km/l (etanol), enquanto o rodoviário vai a 13,6 km/l (gasolina) e 9,7 km/l (etanol).

Equipado com os sistemas avançados de assistência à direção ADAS, o Fastback Limited Edition by Abarth conta com frenagem automática de emergência, alerta de mudança de faixa e comutação automática dos faróis. Tem ainda como item de série o freio de mão eletrônico e função Auto Hold, que mantém o freio acionado alguns segundos após a retirada do pé no pedal. O modelo vem com “paddles shifters” no volante para troca de marchas e computador de bordo de 7 polegadas personalizável, que permite escolher se as informações aparecem de forma analógica ou digital, como força G, pressão do turbo e consumo em tempo real. A central multimídia tem 10,1 polegadas. O Fastback traz airbags frontais e laterais – os de cortina ficaram de fora, mesmo na versão mais cara.

Experiência a bordo
Conteúdo na forma

O Fastback Limited Edition tem bancos revestidos em couro e pequenos apliques desse material nas portas e no apoio de braço central. De resto, os plásticos duros dominam o ambiente. É fácil encontrar a posição adequada para dirigir – o banco e cinto de segurança têm ajuste de altura, enquanto a direção é regulável em altura e profundidade. O banco traseiro tem bom espaço para as pernas, desde que os ocupantes da frente não exagerem no recuo dos bancos. Atrás, o assento acomoda confortavelmente dois passageiros, com uma criança no centro – três adultos geram algum aperto. O caimento acentuado da parte traseira faz com que passageiros com mais de 1,85 metro esbarrem a cabeça no teto. Há saída de ar-condicionado e entrada USB para a traseira. O porta-malas é o espaço mais generoso do carro: além de surpreendentemente amplo para um SUV compacto, tem um tapete tipo bandeja e um grande vão de abertura.

O painel é similar ao do Pulse e o quadro de instrumentos é digital, com tela de 7 polegadas configurável. Há um nicho para carregamento wireless do celular. O multimídia do Fastback “top” tem tela de 10 polegadas, traz navegação embarcada com trânsito em tempo real de série e as imagens da câmera de ré e possibilita espelhamento do smartphone sem fio para Apple CarPlay ou Android Auto. O Sound Design da Fiat agrega notificações e alertas com tons agradáveis. 

Impressões ao dirigir
Da aparência à essência

A versão mais completa do Fastback, pomposamente chamada Limited Edition Powered by Abarth, é a única do SUV-cupê equipada com o motor 1.3 turbo (T270) da Stellantis. Talvez usar uma grife da Abarth para um veículo movido pelo mesmo motor usado no Renegade tenha sido um exagero do departamento de marketing. Todavia, os números do motor 1.3 turbo impressionam: são até 185 cavalos de potência e 27,5 kgfm de torque. O câmbio é automático de 6 marchas, com opção de trocas manuais pelas aletas atrás do volante. Na cidade, o torque em baixa rotação garante a capacidade de reagir rapidamente a qualquer pressão no acelerador, algo que se traduz em prazer ao dirigir. Na estrada, o SUV mostra disposição para rodar em velocidades de cruzeiro elevadas, sempre com sobra de força para eventuais ultrapassagens. Na parte inferior direita do volante, um instigante botão vermelho com um escorpião desenhado nele aciona um modo esportivo, que dá ao carro maior sensibilidade no pedal da direita, mapeamento mais ágil das trocas de marchas, modo de direção mais firme e acionamento da vetorização dinâmica de torque (DTV). Até o grafismo do painel se altera. Tudo fica ainda mais divertido – pena que o consumo de combustível suba expressivamente.

Para um utilitário esportivo com 19,2 centímetros de altura em relação ao solo, o Fastback faz curvas com desenvoltura, com pouca rolagem da carroceria. Tem suspensões sutilmente mais duras do que as do Pulse. Para quem procura um utilitário esportivo compacto que ofereça um bom desempenho dinâmico e um porta-malas realmente “tamanho família”, o Fastback Limited Edition Powered by Abarth não encontra concorrentes diretos, apesar do preço bastante “salgado”. Os que não fazem questão de tanta esportividade podem se satisfazer com as versões 1.0 do Fastback, mais baratas e com menor consumo de combustível. Já para quem não precisa de um porta-malas tão generoso, o Pulse Abarth vem com o mesmo motor e é exatos R$ 5 mil mais em conta – e ainda tem um balanço menor na traseira, favorecendo o equilíbrio dinâmico nas curvas. Embora as trilhas não sejam o foco do Fastback, a boa altura em relação ao solo, o angulo de entrada de 20,4 graus e o de saída de 24,3 graus permitem transpor obstáculos simples sem maiores embaraços.

Ficha técnica
Fiat Fastback Limited Edition by Abarth

Motor: transversal dianteiro, 1,3 litro turbo T270, quatro cilindros, injeção eletrônica multiponto e direta, gasolina e/ou etanol
Taxa de compressão: 10,5:1
Câmbio: automático de 6 marchas com “paddles shifters” para trocas no volante
Potência: 180 cavalos (gasolina) / 185 cavalos (etanol) a 5.750 rpm
Torque: 27,5 kgfm a 1.750 rpm
Tração: dianteira
Sistema de freios: a pedal e transmissão hidráulica com ABS/ESC de série, dianteiro a disco ventilado com pinça flutuante, traseiro a tambor, refrigerado com regulagem automática
Suspensão: dianteira tipo MacPherson com rodas independentes, traseira eixo de torção com rodas semi-independentes
Direção: assistência elétrica
Rodas e pneus: 18 polegadas, 215/45 R18
Porta-malas: 516 litros (400 quilos)
Dimensões: 4,42 metros de comprimento, 1,77 metro de largura, 1,54 metro de altura e 2,53 metros de distância de entre-eixos
Peso em ordem de marcha: 1.304 quilos
Tanque de combustível: 47 litros
Preço: R$ 158.490 na cor sólida Preto Vulcano. Outras cores sólidas acrescentam R$ 1.490 ao preço e as metálicas somam R$ 1.990 à fatura.

Leia esta matéria também na Gazeta de S. Paulo

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

PAT de Guarujá oferece 58 vagas neste sábado (25); confira a relação

Atendimento é realizado na Avenida Santos Dumont, 1.586, no Pae Cará, em Vicente de Carvalho

Esportes

Pela Série B, Santos perde para o América-MG por 2 a 1

Próxima partida do Peixe será contra o Botafogo-SP

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter