X

Turismo

Diárias mais baratas atraem turistas para o Carnaval na praia

Alguns tipos de imóveis em cidades do Litoral Paulista tiveram redução de quase 65% no valor de diária

Luana Fernandes

Publicado em 02/02/2024 às 17:29

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Cidades do Litoral Sul, como Itanhaém, tem diárias mais baixas / Divulgação/PMI

Quem estiver com vontade de curtir o feriado de Carnaval na praia vai encontrar preços mais baixos nas diárias dos imóveis de temporada no Litoral de São Paulo. Os maiores descontos estão nas cidades do Litoral Sul - quase 65% de redução. Segundo pesquisa feita pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis de SP (CRECISP), dos 18 tipos de propriedades encontradas para locação neste feriado, 13 registraram queda nos preços na comparação com o mesmo período de 2023.

No Litoral Norte, em cidades como Ubatuba, Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Bertioga, casas de três e quatro dormitórios e apartamentos de um dormitório tiveram reduções nos preços do aluguel por dia, que variaram de -19,29% a -45,94%. Só estão mais altos os valores pedidos pelos locadores de casas de dois dormitórios (+51,43%), e apartamentos de dois e três dormitórios (+13,56% e +23%, respectivamente).

Os turistas que optarem pela Baixada Santista, nas cidades de Santos, Guarujá e São Vicente, também vão pagar mais barato se alugarem casas de três dormitórios, que custavam R$ 1.425,00 no Carnaval passado, e agora as diárias saem por R$ 1.000,00. Além disso, apartamentos de um a quatro dormitórios tiveram queda nos valores de locação, com índices negativos que ficaram em -45,42%, -44,85%, -8,35% e -8,71%.

Mas foi no Litoral Sul, de cidades como Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe, que a pesquisa encontrou a maior redução no valor de aluguel de temporada para esse feriado. Os carnavalescos que optarem por essa região vão pagar 64,28% a menos se quiserem alugar uma casa de dois dormitórios, que custava R$ 700,00 e agora sai por R$ 250,00 por dia.

No Litoral Sul, o único tipo de imóvel que subiu de preço foi imóveis com quatro dormitórios, cuja diária era de R$ 966,00 e passou para R$ 1.750,00 este ano. Na Baixada Santista, essas casas de mesmo porte sofreram alta nas diárias, saltando de R$ 1.920,00 para R$ 3.100,00.

Já no Litoral Norte, os preços subiram para casas de dois dormitórios e para apartamentos de dois e três dormitórios na comparação com o Carnaval passado. “Ainda é possível encontrar boas ofertas para a locação de temporada, em imóveis de diversos tamanhos que podem oferecer conforto a toda a família ou a grupos de amigos. E com essa queda nos valores das diárias, a perspectiva é de que haja um crescimento no número de turistas no Litoral”, analisou o presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto.

Ele lembrou, no entanto, que essas ofertas foram obtidas em consultas a imobiliárias e corretores da região. “Aconselho que os interessados somente fechem negócio com a intermediação de um profissional imobiliário, já que são cada vez mais comuns os golpes em pessoas desavisadas que não se previnem e acabam nas mãos de estelionatários”.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Com prejuízo de R$ 500 mi, Carrefour anuncia o fechamento de 123 lojas

Entre as unidades fechadas, 16 são hipermercados da própria marca; os demais são de bandeiras Todo Dia, Nacional e Bom Preço

Cotidiano

Congestionamento na Rodovia Anchieta já passa de 10 quilômetros

Cinco pontos do Sistema Anchieta-Imigrantes apresentam congestionamentos em direção ao Litoral; confira quais

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter