Portuários ocupam navio em Santos contra MP dos Portos

Ocupação ocorreu durante a madrugada no navio Zhen Hua 10, de bandeira chinesa, que transporta equipamentos para o Terminal da Embraport

Comentar
Compartilhar
18 FEV 201312h44

Trabalhadores portuários e avulsos do Porto de Santos tomaram na madrugada desta segunda-feira (18)o navio chinês Zhen Hua 10, que transportava equipamentos que serão instalados no terminal da Embraport, no porto de Santos. A ocupação faz parte da mobilização contra a Medida Provisória  595, que traz nova lei para os portos do País.

Os trabalhadores tentam reverter novas regras para contratação de mão de obra avulsa instituída pela MP 595, que foi editada em 5 de dezembro. Logo cedo, por volta das 6 horas, trabalhadores comandados por sindicalistas do setor fizeram panfletagem no turno de entrada de trabalho, no Ponto 3, na Ponta da Praia, como parte da mobilização nacional para tentar mudar o texto enviado pelo governo ao Congresso Nacional.

O principal ponto de reclamação dos portuários é o fim da obrigatoriedade para que os terminais privados contratem mão de obra avulsa.

O terminal da Embraport, que está sendo construído no porto de Santos, será um dos maiores terminais de contêineres do Brasil. Os equipamentos que chegaram  na semana passada serão utilizados na movimentação de contêineres.

Os sindicatos querem negociar com a Embraport um compromisso de contratação da mão de obra avulsa quando o terminal começar a operar.

O navio chinês Zhen Hua 10 transportava equipamentos que serão instalados no terminal da Embraport, no porto de Santos(Foto: Divulgação)

Nesta terça-feira (19), em Brasília, os sindicatos que representam a categoria portuária farão uma plenária nacional com o objetivo de montar uma agenda de mobilizações contra a MP.

Na próxima sexta-feira (22), os sindicatos vão promover uma greve de advertência por seis horas, que por enquanto, está restrita a Santos, mas pode, dependendo da
decisão da plenária em Brasília, se estender para outros portos.

O Diário do  Litoral  localizou o sindicalista Rodnei Oliveira da Silva, Nei, presidente do Sindicato dos Estivadores de Santos, que se encontrava numa reunião com autoridades e a direção da Embraport. “Estamos reunidos para resolver a questão, mas a nossa luta é para manter o nosso mercado de trabalho, o nosso ganha- pão(meio de ganhar a vida)”, justificou

Embraport

Ao Diário do Litoral, a Embraport informou, por volta das 12h10, que solicitou na manhã de desta segunda-feira (18), a liberação do navio Zhen Hua 10 para retomada do desembarque dos equipamentos a serem usados em seu terminal em Santos (SP), que permitirá o início da operação nos próximos meses.

A nota  diz que  a empresa está reunida com as entidades representantes dos trabalhadores para negociação. A Embraport reforça ainda que mantém diálogo constante com as entidades representantes e cumpre rigorosamente a legislação vigente.