X

São Vicente

Padre que mais batizou em São Vicente, Feliciano Martinez morre aos 86 anos

Feliciano Arrastia Martinez estava internado desde o dia 21 de fevereiro, no Hospital Casa de Saúde, em Santos

Da Reportagem

Publicado em 29/02/2024 às 11:45

Atualizado em 29/02/2024 às 12:29

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O Padre Feliciano nasceu no dia 25 de janeiro de 1938 / Nair Bueno/DL

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

O Padre Feliciano Arrastia Martinez morreu na tarde desta quarta-feira (28). Conhecido como o padre que mais batizou em São Vicente, ele estava internado desde o dia 21 de fevereiro, no Hospital Casa de Saúde, em Santos. A causa foi uma broncopneumonia bacteriana.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O Padre Feliciano nasceu no dia 25 de janeiro de 1938, na província de Navarro, Espanha. Se formou em teologia em Granada, no sul da Espanha, e foi ordenado sacerdote em 9 de julho de 1961.

Da Espanha, Padre Feliciano veio direto para São Paulo, onde passou dois anos estudando e se adaptando ao novo país. Transferiu-se para a Diocese de Santos em 1975, logo se tornando padre incardinado de Santos.

Na Diocese, foi vigário na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Santos, primeiro Pároco da Paróquia São Pedro "O Pescador", e Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças, ambas em São Vicente. Na última, atuou por 31 anos até se tornar pároco emérito e ir morar na Residência Sacerdotal.

A missa exequial presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Tarcísio Scaramussa, SDB, será às 14h. Após a celebração, o corpo será sepultado no Memorial Necrópole Ecumênica de Santos, Av. Dr. Nilo Peçanha, 50, Marapé.

Aos 81 anos, Feliciano é o padre que mais batizou em São Vicente

O padre que mais batizou

Quem é católico e mora em São Vicente, provavelmente conheceu o padre Feliciano. Fundador da Paróquia São Pedro "O Pescador", no Itararé, e pároco por mais de 28 anos da igreja Nossa Senhora das Graças, na Vila Valença, Feliciano garantiu, em entrevista ao Diário, no ano de 2019, ser o padre que mais batizou no município.

"O padre que mais batizou em São Vicente fui eu", disse, na ocasião da entrevista ao Diário. Feliciano revelou que em apenas um domingo, quando ainda era pároco da igreja "O Pescador", batizou 102 pessoas. "O bispo me puxou a orelha", brincou. O feito fez parte de um desafio auto instituído. "Fiz isso como um desafio, tinha dois padres italianos aqui e eles começaram a falar que minha igreja era de crente. 'De raiva' eu comecei a batizar todo mundo lá", brincou novamente.

Apesar de ter certeza que foi quem mais batizou no município, o pároco confessou não ter ideia dos números. "Depois de mim foi o padre Júlio e o padre Paulo, que era famoso, mas não batizava muito", afirmou. "Nunca pensei nos números, mas eu ando na rua e todo mundo fala 'bença padre Feliciano' e dizem que batizei o filho deles, que casaram na minha igreja", disse em entrevista ao Diário, em 2019.

Prefeito lamenta

O prefeito de São Vicente, Kayo Amado, lamentou a morte do padre Feliciano Martinez.

"É com bastante pesar que recebi a notícia do falecimento do Padre Feliciano. Seu trabalho à frente das Paróquias São Pedro "O Pescador" e Nossa Senhora das Graças para sempre será lembrado como um exemplo de dedicação, liderança, devoção e entrega para a comunidade.
Padre Feliciano é o padre que mais batizou crianças em São Vicente.  Uma história de vida linda. Meus profundos sentimentos à família, amigos e toda comunidade. Que Deus o receba de braços abertos", escreveu o prefeito em suas redes sociais.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Praia Grande tem novos pontos com radares e lombadas eletrônicas; veja onde

A velocidade máxima permitida nas lombadas eletrônicas será de 40km/h e nos radares de 60km/h

ESPORTE REGIONAL

Portuários Stadium reúne crianças e adolescentes com o ThaiKids em Santos

Evento acontece no próximo dia 27

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter