X
São Vicente

Obra na Ponte dos Barreiros deve ser concluída em julho de 2022 

Deputada quer recuperar também a ligação ferroviária para o VLT chegar no continente 

Obra na Ponte dos Barreiros deve ser concluída em julho de 2022  / Divulgação

As obras de recuperação total da Ponte dos Barreiros, em São Vicente, devem ser concluídas até julho de 2022, informou o secretário-adjunto de Obras da Prefeitura, Paulo Fiamengui. São 150 trabalhadores recuperando agora as 217 estacas de sustentação ao longo dos 625 metros de tabuleiro da ponte. A deputada federal Rosana Valle (PSB) enviou sua equipe para visitar o canteiro de obras e constatou que o ritmo dos trabalhos é intenso.

A parlamentar foi informada que as equipes estão deixando a ponte pronta para que possa ser feita, na sequência, a recuperação da antiga ligação ferroviária, que passa ao lado, e que permitirá a vinda do VLT para a Área Continental de São Vicente, o que tanto a deputada tem cobrado da EMTU e do Governo do Estado.

Rosana faz questão de saber como andam as obras da ponte, mesmo se recuperando de uma infecção dos rins que a deixou internada por cinco dias. A deputada, que conseguiu recursos federais de R$ 58 milhões para a obra, sabe que a ligação é essencial para os 150 mil moradores da Área Continental de São Vicente. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado

Estas obras agora em andamento são as que fazem a completa recuperação estrutural da ponte, que vão permitir até o aumento da capacidade de carga, com a passagem de caminhões maiores.

Antes, foram feitas as obras emergenciais nas 52 colunas mais afetadas pela maresia e pelo desgaste do tempo. As obras emergenciais permitiram a liberação da ponte, que passou meses fechada, o que causou enormes transtornos para a população, obrigada a travessá-la a pé, sob sol ou chuva. 

As estacas são limpas para tirar as cracas, ostras e mariscos. Depois são encamisadas, como dizem os técnicos, e revestidas com reforço de concreto. Assim, ficam protegidas da maresia com uma espécie de armadura e muito concreto. 

Além das 217 colunas, a empresa Jatobeton, contratada pela Prefeitura, promove também a recuperação das cinco enormes vigas longitudinais, que tem o mesmo comprimento da ponte, de 625 metros.

Outras 59 travessas que sustentam o tabuleiro da ponte estão tendo suas estruturas de concreto reforçadas. As equipes também estão refazendo as juntas de dilatação do tabuleiro e alteando as defensas de proteção dos pedestres e ciclistas. 

Os pagamentos à empreiteira só acontecem após a comprovação de cada etapa dos serviços, explicou o secretário-adjunto Paulo Fiamengui. A Caixa Econômica Federal, gestora dos recursos, também fiscaliza com frequência o andamento dos trabalhos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Mutirão retira mais de uma tonelada de lixo no Rio Santo Amaro

Iniciativa do Instituto Gremar e do Iate Clube de Santos promoveram a limpeza no último fim de semana

Economia

Prepare o bolso! 8 orientações para as compras de material escolar

Os preços de materiais escolares variam muito entre as lojas e mesmo na internet, por esse motivo, é importante pesquisar e planejar as compras

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software