Após oito AVCs, moradora de SV faz vaquinha online para cadeira de rodas elétrica

A situação de dona Cleide mudou a partir do momento em que ela sofreu dois acidentes vasculares cerebrais hemorrágicos

Comentar
Compartilhar
29 JUN 2020Por LG Rodrigues10h20
Devido aos problemas de saúde que se acumularam com o passar dos anos, Cleide teve que ser submetida a uma nova rotinaFoto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Ativa aos 60 anos de idade e após sofrer e vencer 8 AVCs, a dona de casa Cleide Marques está agora em busca de ajuda, junto com sua família, para que ela possa comprar uma cadeira de rodas elétrica e consiga, desta maneira, retomar suas atividades durante a rotina.

Moradora de São Vicente, Cleide trabalhava na Codesavi e levava uma vida normal. A situação dela mudou a partir do momento em que ela sofreu dois acidentes vasculares cerebrais hemorrágicos.

“Isso acabou por fazer com que ocorresse uma paralisia total um lado dela. Ela não movimenta mais a mão e o braço esquerdo desde os 49 de idade e devido à diabetes e à pressão alta ela teve os restantes seis AVCs parciais”, afirma Mayara Marques, filha de Cleide.

Devido aos problemas de saúde que se acumularam com o passar dos anos, Cleide teve que ser submetida a uma nova rotina que agora também demanda a utilização de uma série de medicamentos todas as semanas.

“Ela faz uso contínuo de remédios para pressão e ela também depende de insulina, tanto que toma duas vezes ao dia para controlar a diabetes”, afirma.

Além de ter que lidar com as limitações, a moradora também completou recentemente cinco anos sem a companhia do marido, que faleceu ainda em 2015. A decisão de comprar uma cadeira de rodas elétrica veio como uma tentativa da família de dona Cleide para devolver um pouco a autonomia da matriarca.

Os parentes dela também desejam que ela retome algumas de suas atividades e possa voltar a se locomover em casa sem maiores problemas e comparecer às missas da igreja que frequenta da maneira mais confortável possível.

Apesar disso, entretanto, eles esbarraram nos altos valores cobrados pelas cadeiras e decidiram que uma campanha de arrecadação online poderia ser a solução para ajudar Cleide a ganhar o equipamento.

Atualmente, a vaquinha online já conseguiu alcançar o valor de R$ 1 mil, mas a família de Cleide ainda precisa de mais R$ 6 mil para atingir seu objetivo. Para quem quiser ajuda a Dona Cleide, basta acessar o portal vakinha.com.br e procurar pela campanha da moradora. O ID da campanha de arrecadação é 1136368. Para fazer a contribuição, o internauta tem opções de realizar o pagamento por boleto bancário, cartão de crédito, PayPal, PicPay ou por cupons