X
Danos Morais

Santos: condomínio é condenado a pagar indenização por expor imagens de trabalhadores como 'ladrões'

A fake news com a imagem da dupla circulou pelas redes sociais e chegou a viralizar, trazendo uma grande preocupação em torno de uma possível retaliação

Pouco tempo após o ocorrido, os trabalhadores foram demitidos / Reprodução/ Vade News

Dois trabalhadores que tiveram as suas imagens indevidamente expostas na internet e até foram mencionados como assaltantes de edifícios, irão receber indenização por danos morais de um condomínio em Santos.

De acordo com a senteça protocolada no dia 17 de janeiro, eles devem ser indenizados na quantia de R$ 10 mil, cada um. As partes ainda serão intimadas.

A fake news com a imagem da dupla circulou pelas redes sociais e chegou a viralizar, trazendo uma grande preocupação em torno de uma possível retaliação a eles na época. Pouco tempo após o ocorrido, os trabalhadores foram demitidos.

Caso

José Nilton da Mota Lima e Robson Oliveira dos Santos são eletricistas e trabalhavam em uma empresa que presta serviços a CPFL Piratininga.

Em 7 de maio de 2019 eles se direcionaram ao Condomínio Beira Vouga, na Rua Álvaro Alvim, 26, no Embaré, para verificar se um apartamento – que estava com energia cortada por falta de pagamento – continuava sem força. A dupla estava munida com a ordem de serviço e estavam uniformizados. Além disso, portavam seus respectivos crachás e usavam carro com o logotipo da terceirizada.

Eles informaram o motivo da visita na guarita, e uma voz feminina os orientou a aguardarem na calçada a liberação de acesso ao edifício. Após 10 minutos de espera sem serem atendidos, e com mais ordens de serviço a serem executadas em outros endereços, os eletricistas foram embora, conforme orientação da própria concessionária. Em cumprimento a determinação da empresa, elaboram relatório comunicando que a portaria não autorizou o ingresso.

Repercussão

Os autores foram avisados por colegas três dias depois que um vídeo circulava pelo WhatsApp desde a véspera, ao menos. Na gravação, os eletricistas foram mencionados como ‘bandidos uniformizados com roupas da CPFL’. Outras postagens inclusive, alertava para as imagens dos ‘malas’ dizendo que eles faziam parte de uma ‘quadrilha que está assaltando a nossa região’.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ARTIGO

Sem cuidar do sistema prisional, estamos todos à mercê da violência

Como acontece nas comunidades pobres, as facções criminosas também se aproveitam da ausência do Estado dentro do sistema prisional

Oportunidade

Praia Grande: PAT está com 68 vagas de trabalho e não exige experiência

Candidato deve, obrigatoriamente, retirar a carta de encaminhamento na unidade

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software