Santos

Primeira padaria sem glúten de Santos nasceu dentro de família

Por causa de filho, Leticia e Gustavo começaram a dar primeiros passos no ramo e hoje têm grande empreendimento no ramo alimentício

LG Rodrigues

Publicado em 09/05/2022 às 07:00

Compartilhe:

Quantos projetos você já criou junto de seus filhos? Talvez um ‘forte de almofadas’ no meio da sala de estar ou quem sabe até mesmo um quebra-cabeças de 5 mil peças. E uma padaria? Pois foi exatamente isso, uma panificadora, mais precisamente a primeira padaria sem glúten de Santos, que Letícia Lamberti Nascimento de Mello e Gustavo Machado de Mello criaram junto com seus filhos ao longo dos últimos anos.

Batizada de ‘Fatéri’, a primeira padaria com pães, doces e outros produtos alimentícios livres de glúten em Santos, começou há alguns anos quando um dos filhos do casal apresentou sintomas até então desconhecidos por Letícia e Gustavo.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Em 2015 a gente descobriu, depois de muito procurar médico aqui, que meu filho não podia comer glúten, que ele é celíaco. Eu sou formada em jornalismo e eu trabalhava em banco, mas nessa época eu estava em casa e como eu sempre fui muito agitada, não sou de ficar parada, eu comecei a trabalhar com confeitaria, mas com glúten, para passar o tempo para aliviar o estresse. Foi aí que eu descobri que meu filho era celíaco e, nessa hora, enquanto eu via a tortura dele me vendo fazer doces eu falei pro Gustavo, meu marido, que íamos ter que mudar”, explica.

Depois da descoberta da condição de saúde do filho, Letícia explica que começou a introduzir na alimentação da casa alguns itens desprovidos da substância, mas, inicialmente, o menino, que tinha pouco mais de três anos de idade, não aprovou as novas compras feitas pelos pais. Surgia, nesse momento, uma ideia que iria mudar a vida da família.

“A gente foi direto comprar pães sem glúten e ele não gostou de nada, nada, nada. A gente gastou uma grana e ele não gostou mesmo e bateu um certo desespero porque eu estava acostumada a mandar bisnaguinha e bolachas de lanche na escola. Aí eu decidi fazer. Comecei fazendo uns dois cursos, fui aos pouquinhos, e aí uma amiga do meu filho começou a comprar e foi assim. Muito foi literalmente por causa dele”.

A empresária explica que a mudança na dieta do filho acabou, aos poucos, se estendendo ao restante da família e explica que até ela mesma começou a se sentir um pouco melhor com a nova alimentação. Ao mesmo tempo em que ela comercializava pães que fazia para o filho a outras pessoas como colegas de trabalho e colegas de classe do pequeno, veio a ideia de se profissionalizar.

“Eu comecei a fazer tudo mais puxado pro natural, então eu evito usar o leite, não tenho nada com leite. A única coisa é queijo, que é derivado do leite, mas eu já uso sem lactose, mas eu tenho a outra opção que é a vegana, que é de castanha de caju. No lugar da gordura, eu uso o óleo de coco, o sal marinho. No caso da farinha eu procuro usar as mais integrais, as mais ricas nutricionalmente possível. Então é isso que eu trouxe pra cá”, afirma a empresária.

Após adotar o nome de ‘Fatéri’, Letícia começou a revender pães congelados por meio de outros estabelecimentos comerciais, mas ficou a vontade de, além de fornecer itens para quem era celíaco, oferecer também um espaço, apesar do marido querer que ela tivesse, a princípio, uma fábrica.

“Eu abri por isso, para as pessoas terem onde ir. Não tinha um lugar assim e eu sentia muita falta nossa porque tudo que a gente precisava eu ia pra cozinha fazer. Aqui a gente tem pão francês todo dia porque o pão francês é pão francês, não tem jeito. É imbatível. Tem esfiha fechada, empanada, esfiha aberta. Doces eu tenho brigadeiro, que é feito com leite de amêndoas, beijinho, bolo gelado de coco embaladinho no papel alumínio, tenho opção ‘low carb’ que agora está muito em evidência e tenho também doces low carbs, pães low carbs e se Deus quiser, até o final do mês, vai sair salgado low carb aqui. Também quero colocar almoço”, explica.

O cuidado de Letícia com possíveis contaminações é tanto que todos os funcionários se vestem no próprio estabelecimento e ela mantém uma máquina de lavar roupa especial para poder manter o ambiente sempre o mais esterilizado possível. Tudo isso para que sempre 100% dos produtos permaneçam livres de glúten.

Para quem se interessou, a ‘Fatéri’ fica localizada na Rua Alexandre Herculano, 81, no bairro do Boqueirão, em Santos. O estabelecimento comercial funciona às sextas-feiras e sábados, sempre das 11h às 20h. Já às segundas-feiras, a padaria abre das 13h às 18h30 enquanto às terças, quartas e quintas-feiras, das 11h às 18h30. O comércio também faz delivery e pode ser contatado pelo WhatsApp (13) 9-9727-1005 e no site fateri.com.br.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Pior dor do mundo! Entenda mais sobre a Neuralgia do Trigêmeo

A doença provoca dores tão fortes que diversos pacientes pensam em eutanásia

Diário Mais

Detran confirma que pão de forma pode alterar teste de bafômetro ; VEJA VÍDEO

Assunto gerou polêmica nas redes sociais e levantou diversas dúvidas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter