GOVERNO SAUDE

Fescete homenageará atriz Walderez de Barros

De todo o Brasil, coletivos escolares, companhias teatrais e artistas poderão participar das diversas categorias do Fescete - mirim, estudantil, adulto e monólogo

Comentar
Compartilhar
30 JAN 2020Por Da Reportagem11h11
Evento dedicará a sua programação de 12 a 26 de junho à artista que recentemente interpretou Marlene em 'Éramos Seis',Foto: Divulgação / TV Globo

No ano em que completa seu 80º aniversário, a consagrada atriz Walderez de Barros será a principal homenageada do Fescete - Festival de Cenas Teatrais, maior e mais tradicional evento do gênero no País. Assim, em sua 24ª edição, o evento dedicará a sua programação de 12 a 26 de junho à artista que recentemente interpretou Marlene em 'Éramos Seis', no atual remake da TV Globo.

De todo o Brasil, coletivos escolares, companhias teatrais e artistas poderão participar das diversas categorias do Fescete - mirim, estudantil, adulto e monólogo. "Os grupos e artistas podem já preparar as suas cenas, de temática livre, em vista que as inscrições serão abertas a partir de 2 de março", revela Pedro Norato, diretor do Tescom e do festival junto de Karla Lacerda.

É com o teatro universitário, quando cursava Filosofia (USP), que Walderez estreia nos palcos, em 1961, atuando profissionalmente em 'Onde canta o sabiá' (Teatro Cacilda Becker, 1963). Na ribalta, encenou textos de Plínio Marcos a Sófocles, de Tchekhov a Shakespeare. A sua versatilidade rendeu os prêmios APCA, Molière e Mambembe, entre outros.

Em 1968, começou a aparecer nas telinhas, em 'Beto Rockfeller' (TV Tupi), colecionando mais de 30 participações em séries e novelas, como 'Rei do Gado', 'Alma Gêmea' e 'Escrito nas Estrelas'. Já no cinema, começou a trajetória nos anos 70 e, em 2017, brilhou no documentário poético 'Cora Coralina - Todas as vidas'.

O Fescete é uma realização do Tescom, em parceria com a Prefeitura Municipal de Santos. Tem o patrocínio da Santos Port Authority via Lei de Incentivo à Cultura, e apoio da TV Tribuna. Realização: Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Pátria Amada Brasil Governo Federal.