X
Santos

Eleito presidente do Condesb, Rogério Santos almeja equilíbrio entre economia e saúde

Reunião virtual aconteceu durante a manhã desta quinta-feira (28) e reuniu todos os novos prefeitos da Baixada Santista

Rogério Santos foi eleito o novo presidente do Condesb durante reunião virtual / REPRODUÇÃO/FACEBOOK

Rogério Santos (PSDB) foi eleito o novo presidente do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada (Condesb). A votação foi realizada durante um encontro virtual entre os nove prefeitos da Região e integrantes do Governo do Estado ao longo da manhã desta quinta-feira (28). O sucessor de Paulo Alexandre Barbosa afirma que o desafio para os próximos meses será garantir o equilíbrio entre o controle de casos de Covid-19 no setor de saúde e a fomentação do turismo para fazer a roda da economia girar no litoral. A diretora Regional de Saúde, Paula Covas, será a vice do prefeito de Santos.

O Condesb é um conselho formado por representantes das prefeituras da Região Metropolitana da Baixada Santista e representantes do Governo do Estado, indicados dentre as secretarias que atuam na região. O Conselho tem caráter normativo e deliberativo, tratando dos assuntos inerentes aos campos funcionais de interesse comum da Região. A participação de seus representantes é paritária entre o conjunto das prefeituras e os representantes do Estado.

Durante a reunião realizada nesta quinta-feira, os chefes do Executivo das nove cidades debateram sugestões de flexibilizações das atividades econômicas a serem enviadas ao Governo do Estado de São Paulo para eventual análise. Além disso, os prefeitos da Baixada fizeram uma solicitação às autoridades da esfera estadual para que seja viabilizada a abertura de pelo menos mais 25 leitos na Região para atender pacientes infectados com a Covid-19.

Atualmente, a Baixada Santista tem aproximadamente 45% de seus leitos ocupados e os novos equipamentos viriam para dar mais segurança ao setor da saúde em todos os municípios. A principal preocupação das autoridades caiçaras se deve à nova mutação do coronavírus que afeta atualmente o norte do Brasil e que se provou muito mais contagiosa do que o vírus que vem se propagando por todo o Brasil e pelo litoral desde março de 2020.

Entre terça (26) e quarta-feira (27), a Prefeitura de Santos registrou o aumento do número de pessoas internadas com covid-19 na rede hospitalar, de 213 para 224 pessoas (+5,1%). Destes, 121 são moradores de Santos (54%) e 103 de outras cidades (46%). Do total de internados, 125 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados aos casos mais graves, sendo 73 moradores de Santos (58,4%) e 52 de outras cidades (41,6%). Apenas o município de Santos já registrou mais de 1.120 óbitos pela patologia.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África, diz Casa Civil

Governo brasileiro decidiu seguir a orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e vai restringir voos de países africanos com surto da cepa Omicron

Guarujá

Câmara Temática de Segurança se reúne para discutir projetos metropolitanos

Encontro reúne autoridades dos nove municípios que compõem a Região Metropolitana da Baixada Santista, com o objetivo implementar ações de interesse regional voltadas à segurança pública

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software