Saúde

Pronto-Socorro Central ampliará atendimentos de urgência e emergência em PG

Prefeita da Cidade, Raquel Chini, vistoriou o andamento das obras  nesta quarta-feira (03)

Da Reportagem

Publicado em 04/08/2022 às 10:00

Compartilhe:

Pronto-Socorro Central ampliará atendimentos de urgência e emergência em PG / Foto: Prefeitura de Praia Grande

O Pronto-Socorro Central continua com as obras avançando de maneira  acelerada. O novo equipamento está sendo implantado no antigo prédio  do Cemas (Centro de Especialidades Médicas Ambulatoriais e Sociais),  Bairro Guilhermina, na Avenida Presidente Kennedy. Com essa unidade  mais ampla e moderna, o objetivo é ampliar o acesso da população à  rede de urgência e emergência da Cidade. E para conferir o andamento  dos trabalhos, a prefeita Raquel Chini esteve no local na manhã desta  quarta-feira (03), acompanhada da Comissão da Saúde da Câmara dos  Vereadores do Município.

O edifício está em fase final de aplicação de pisos e revestimentos  nas salas e consultórios. Grande parte da instalação da rede elétrica,  gases medicinais, lógica (comunicação) e hidráulica já foi realizada,  assim como toda a parte da alvenaria também foi concluída. Com essa  unidade mais ampla e moderna, a expectativa é que o PS Central absorva  boa parte da demanda espontânea de urgência e emergência, com um  atendimento mais humanizado.

“O pronto-atendimento vai ser realizado nessa unidade, mas em um novo  formato, com mais conforto para as famílias, para as pessoas que  vierem ao local em busca de assistência, e também para os  funcionários. Estamos trabalhando forte nessas instalações e também no  acolhimento, com uma gestão atuante para oferecer um atendimento mais  confortável e um tempo de espera menor”, declarou a prefeita da  Cidade, Raquel Chini.

Segundo o secretário de Saúde Pública do Município, Cleber Suckow  Nogueira, a nova unidade permitirá ampliar não só o atendimento de  urgência emergência, mas também o de maior complexidade realizado pelo  Hospital Irmã Dulce. O PS Central e o hospital trabalharão integrados,  com apoio de uma Regulação Municipal, que terá a missão de aprimorar o  fluxo de atendimento dos pacientes, encaminhando-os, quando  necessário, do Pronto-Socorro Central para o hospital.

“A unidade no Guilhermina vai atender situações em que a pessoa não  precisa ficar muito tempo internada, ela já resolve esse problema de  saúde no próprio local e em pouco tempo já vai para casa para a sua  recuperação. Já os atendimentos mais complexos seguirão com o  hospital. Com isso a gente consegue desafogar o hospital e  requalificar o serviço de urgência e emergência do Município,  proporcionando mais acesso à população a um atendimento de maior  qualidade”, afirmou.

Atendimento – O Pronto-Socorro Central contará com equipamentos  modernos e todos os profissionais necessários para o atendimento de  urgência e emergência. A nova unidade atenderá clínica médica,  pediatria, traumatologia e ortopedia e contará com a inclusão de  leitos de observação de pacientes adulto e infantil, que estarão em  andares separados.

Um dos diferenciais do Pronto-Socorro Central será a instalação de uma  sala odontológica para atendimentos de urgência. O equipamento contará  também com duas salas de cirurgia para pequenos procedimentos  ambulatoriais, que contribuirá em diminuir o tempo de espera para esse  tipo de cirurgia, que normalmente depende de vagas do Governo do Estado.

No local poderão ser feitos exames de eletrocardiograma, raio-x e  tomografia computadorizada, além de coleta de exames laboratoriais.  Todos os ambientes terão computadores conectados à rede informatizada  da Saúde do Município, ampliando o acesso às informações do paciente e  possibilitando uma maior agilidade na assistência.

Estrutura – Uma recepção central com triagem fará o encaminhamento dos  pacientes para os andares e áreas específicos, que também contarão com  recepções próprias. Tudo para agilizar e direcionar o atendimento  corretamente, diminuindo o tempo de espera.

O edifício de quatro andares, sendo dividido da seguinte forma: além  da recepção e da triagem, o térreo será dedicado à estabilização de  pacientes de urgência adulto e infantil e atendimento de  traumatologia; o primeiro pavimento atenderá o público adulto, com  duas salas com leitos de observação, masculina e feminina,  consultórios de clínica médica, isolamento, salas de exames; o segundo  andar ficará exclusivamente para o público infantil, com leitos de  observação, isolamento, consultórios de pediatria e brinquedoteca,  além da farmácia central; o terceiro pavimento abrigará duas salas de  cirurgias ambulatoriais, Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD),  posto de coleta laboratorial, salas de descompressão e de descanso  para os profissionais e refeitório.

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Eleitores idosos dobram e jovens caem 20% em Santos, no litoral de SP

O município também tem o menor percentual de menores de idade no eleitorado em toda a Baixada Santista

Cotidiano

Pior dor do mundo! Entenda mais sobre a Neuralgia do Trigêmeo

A doença provoca dores tão fortes que diversos pacientes pensam em eutanásia

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter