X
Praia Grande

Praia Grande e Estado firmam parceria para remover 58 famílias de área invadida no Nova Mirim

Prefeita Raquel Chini recebeu termo do Programa Vida Digna

Parceria tem como fim dar novas moradias / Divulgação/Prefeitura de Praia Grande

Em visita à Praia Grande na quarta-feira (9), o vice-governador do  Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou investimentos na área de  Habitação do Município. Serão 100 unidades habitacionais destinadas à  moradores em situação de vulnerabilidade social, dentro do Programa  Vida Digna. O prazo para entrega das obras é de 1 ano.

A comunidade atingida pelas recentes chuvas, no Bairro Nova Mirim,  será uma das contempladas pelo Programa Vida Digna, ou seja, em breve, as 58 famílias de uma área de invasão serão remanejadas para  habitações regulares. As unidades serão construídas em diversas áreas  da Cidade, contemplando famílias de várias áreas.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


De acordo com o secretário de Habitação de Praia Grande, Anderson  Mendes, o investimento na Cidade é de grande importância, para suprir  a demanda habitacional da Cidade, especialmente das pessoas em  vulnerabilidade. “Com essas moradias vamos pode atender a 100 famílias  do município que vivem em local inadequados, sem condições de moradia,  dando a elas novas oportunidades e melhor qualidade de vida”.

A prefeita Raquel Chini recebeu o terno de adesão das mãos do  vice-governador e destacou a parceria com o Estado. “É um momento de  muita felicidade para nós. Vamos tirar essas pessoas de condições  insalubres para dar mais dignidade a elas”.

Vida Digna - O programa Vida Digna abrange um amplo conjunto de ações  e intervenções da Secretaria de Estado da Habitação e da Companhia de  Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU). O Programa contará com  apoio do município na disponibilização de terrenos para construção dos  empreendimentos, além de contrapartidas nas remoções, trabalho social  e recuperação das áreas degradadas desocupadas.

Além de promover o atendimento habitacional definitivo, o programa  Vida Digna irá retirar uma população em situação de vulnerabilidade do  contato direto com os vetores que causam inúmeros doenças transmitidas  pela poluição da água, como gastroenterite, amebíase, giardíase,  febres tifóides e paratifoide e hepatite A.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Férias escolares de julho reacendem a discussão sobre guarda compartilhada

Especialista dá orientações sobre a divisão do tempo dos filhos com guardiões divorciados

São Vicente

Miramar Shopping traz brincadeiras de ilusão de ótica nas férias de julho

São quatro atrações espalhadas por todo o shopping que desafiam os sentidos, como a visão e o tato; evento é gratuito

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software