Polícia

PG: Homem troca fotos íntimas, é extorquido e perde mais de R$ 10 mil

A vítima contou à polícia que conheceu uma moça na internet há cerca de três meses, e que ambos trocaram os chamados `nudes`

Da Reportagem

Publicado em 07/04/2022 às 11:00

Atualizado em 07/04/2022 às 11:27

Comentar:

Compartilhe:

Os criminosos começaram a enviar mensagens via WhatsApp com dados dos familiares da vítima, e de sua mãe, dizendo que iriam atrás de seus parentes / Reprodução

Um homem de 42 anos foi vítima de extorsão em Praia Grande após trocar fotos íntimas com uma suposta mulher que conheceu na internet, e passar a ser ameaçado por criminosos de ter as imagens vazadas. A mãe dele, de 69, também foi localizada pelos suspeitos e passou a ser extorquida. O prejuízo ultrapassou o valor de R$ 10 mil.

A vítima contou à polícia que conheceu uma moça na internet há cerca de três meses, e que ambos trocaram os chamados ``nudes`` - fotos com pouca ou nenhuma roupa. No entanto, após a troca, ele passou a sofrer ameaças e extorsão por parte de criminosos, que passaram a exigir dinheiro em troca do silêncio, ameaçando que, caso ele não enviasse dinheiro, iriam expor ele nas redes sociais.

Segundo o relato à Polícia Civil, após a troca das fotos íntimas, os criminosos se passaram até por policiais, e entraram em contato com ele. Um deles, se apresentou como delegado de polícia do 33º DP de São Paulo, e outro como sendo da Corregedoria de Araras (SP), enviando até mesmo, cópia de mandado de prisão falso em nome da vítima.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


Ainda de acordo com o relato, em algumas conversas via áudio, uma voz feminina, que dizia para a vítima que a moça que trocou nudes com ele ficou com depressão e se suicidou, motivo pelo qual ela (dona da voz do áudio) teria dado queixa contra o homem, e que, por esse motivo, os supostos policiais estavam exigindo dinheiro dele.

De acordo com a Polícia Civil, desde janeiro a vítima vem fazendo transferências de R$ 500 por mês, e por último, no dia 29, o homem chegou a fazer um empréstimo no banco e transferir via PIX o valor de R$ 10 mil para solucionar o problema, porque estava com vergonha e com medo de falar para a mãe do ocorrido.

Após essa última transferência, os criminosos começaram a enviar mensagens via WhatsApp com dados dos familiares da vítima, e de sua mãe, dizendo que iriam atrás de seus parentes. Foi então quando os golpistas passaram a conversar com a mãe do homem extorquido, a ameaçando de expor seu filho nas redes sociais, de irem na casa dela e de procurarem seus parentes, já que fizeram o levantamento da vida da vítima.

À polícia, a família disse que o caso está causando medo e tortura psicológica neles, já que não sabem até onde os bandidos podem ir, e do que que são capazes de fazer.
O caso foi registrado pelo 1º DP de Praia Grande, onde segue sendo investigado pela Polícia Civil.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Quanto vale o ouro? Saiba a premiação de cada medalha olímpica

Valor teve uma evolução de 40 % em comparação a Tóquio 2020

Cotidiano

Concurso da Prefeitura de Santos tem salários de até R$ 10 mil; veja vagas

As inscrições para o concurso público vão até o dia 18 de julho

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter