X
Polícia

Suspeito de matar mulher com tiro na cabeça, em Itanhaém, é detido pela Polícia Militar

Com ele, os policiais apreenderam alguns pertences de Alessandra Tomie Watanabe Kokubun, como sua bolsa e seu crachá

A autônoma Tomie Kokubin, de 41 anos, foi assassinada após ser vítima  de assalto. / Divulgação

Um homem, suspeito de participar do latrocínio da autônoma Alessandra Tomie Watanabe Kokubun, ocorrido em Itanhaém no último sábado (2), foi detido nesta segunda-feira (4), em Itanhaém, pela Polícia Militar. Outros quatro suspeitos ainda são procurados.

A prisão aconteceu após uma denúncia. Policiais se dirigiram até a residência do suspeito, localizada na Rua Maria das Dores Rodrigues, no bairro Bopiranga, e lá encontraram o homem. Na residência, os PMs também apreenderam alguns pertences de Alessandra, como sua bolsa e seu crachá.

Ele foi detido e levado para a Delegacia Sede de Itanhaém.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e mantenha-se bem informado: https://bit.ly/diariodolitoral

Caso

A autônoma Tomie Kokubin, de 41 anos, foi assassinada após ser vítima  de assalto, na noite de  sábado, 2, na Praça Benedito Calixto, no centro de Itanhaém. 

Ela estava chegando de carro na praça por volta das 22 horas, quando cinco criminosos a renderam exigindo sua bolsa e o veículo. Segundo testemunhas ela havia resistido e evitado entregar os pertences.

Os criminosos dispararam três tiros, um dos tiros atngiu a cabeça e o outro o abdômen.

A Polícia Militar foi acionada e socorreu a vítima até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu logo em  seguida.

A PM realizou buscas pela cidade e conseguiu localizar o carro da vítima que foi abandonado. 

O caso foi registrado como latrocínio na Delegacia Seccional de Itanhaém e é investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol

Recuperado da covid-19, Carille comanda treino, mas não irá a campo neste sábado

Carille só poderá comandar o Santos no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela terceira rodada do Estadual

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software