Polícia Civil desarticula quadrilhas e apreende mais de R$ 1 milhão em relógios

As operações aconteceram no Parque São Lucas, na Zona Leste, e Guarulhos, na Grande São Paulo. Duas pessoas acabaram detidas

Comentar
Compartilhar
27 MAI 201518h38

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) desarticularam os esquemas operacional de duas quadrilhas especializadas em arrombamentos em residências e estabelecimentos bancários. Em ações realizadas na quinta-feira passada (21) e ontem (26) possibilitaram apreensões de sofisticado maquinário para furar concreto, explosivos, munições e quatro pistolas: duas calibre .40, uma 9mm e uma .380. As operações aconteceram no Parque São Lucas, na Zona Leste, e Guarulhos, na Grande São Paulo. Duas pessoas acabaram detidas.

As apurações foram desenvolvidas pela 6ª Patrimônio (Delegacia de Investigações sobre Facções Criminosas e Lavagem de Dinheiro). Uma das prisões ajudou a esclarecer a invasão a uma residência no Jardim Europa, Zona Sul. O crime aconteceu no dia 16 de maio. Um casal foi dominado dentro do imóvel por, pelo menos, cinco invasores, que recolheram relógios, joias e outros objetos de valores.

A equipe conseguiu identificar um dos participantes, o comerciante J.R.A.F.J., de 33 anos. Ele foi abordado na Avenida Radial Leste, região do Tatuapé, quando dirigia um utilitário esportivo na quinta-feira passada. Os policiais encontraram diversos relógios no interior do veículo.

A maioria do material foi encontrada na casa dele, na Rua Antônio Aparecido Noguero, Parque São Lucas. Os policiais apreenderam um total de 17 relógios, anéis, pulseiras, canetas Mont Blanc, duas máscaras e duas pistolas calibre .380 e 9mm. Também encontraram quatro equipamentos de construção civil utilizados nos arrombamentos de paredes e cofres. Ele admitiu o roubo no Jardim Europa. Os relógios estão avaliados em R$ 1 milhão.

Os investigadores continuam as apurações para prender os outros envolvidos.

Guarulhos

A outra investida da equipe da 6ª Patrimônio, cumprindo mandados de busca e apreensão, possibilitou encontrar 12 unidades de explosivos, detonador, três máquinas utilizadas em construção, joias, cinco rádios comunicadores, luzes tipo viatura e uniformes de cinco empresas prestadoras de serviços, além de duas pistolas – ambas calibre .40 - e 100 cartuchos de espingarda calibre 12.

O material estava em um imóvel na Rua Cabo Luis Gomes de Quevedo, na Vila Augusta, em Guarulhos. Os policiais detiveram a cabeleireira M.O.G., de 36 anos. Ela é quem guardava o material, que pertencia ao marido, o servente G.R.S., de 38. Ele não foi localizado.

O servente é investigado como integrante de uma quadrilha especializada em explodir e arrombar cofres em estabelecimentos bancários.