X
Polícia

Pedreiro alega que pagou por encontro com jovem que matou e concretou em São Vicente

A investigação do caso continua, agora, com novos depoimentos do caso em que uma mulher foi encontrada concretada na parede de uma obra no bairro Esplanada dos Barreiros

Em depoimento, suspeito alegou durante depoimento que a conhecia há seis anos / Reprodução

O pedreiro, de 56 anos, que confessou ter assassinado Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos e moradora de São Vicente, alegou durante depoimento à Polícia que teria pagado por encontro com a jovem, e que a conhecia há seis anos. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (8).

Segundo o acusado, a quantia paga por encontro variava entre R$50,00 a R$60,00. E teriam ocorrido de cinco a oito vezes na obra em que o suspeito trabalhava. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O pedreiro ainda afirma que na noite do crime, ele e a vítima tiveram relações sexuais e ingeriram drogas. O outro suspeito, um autônomo de 35 anos, teria se aproximado para ficar com a jovem também. Conforme depoimento, o pedreiro subiu ao segundo andar do imóvel, mas ao ouvir uma discussão no térreo, desceu e encontrou o autônomo estrangulando a vítima com uma camiseta. Ele ainda afirma que o ajudou a concluir o assassinato, para logo após, ocultar o corpo da mulher. Apesar do depoimento, o autônomo nega a participação.

Relembre do caso clicando aqui.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

GCM Ambiental resgata bicho-preguiça em São Vicente

Animal foi encontrado em uma bicicletaria, próximo a linha do VLT, na Vila Valença

ELEIÇÕES 2022

Pesquisa BTG: Bolsonaro avança 3 pontos e tem 34%, ante 41% de Lula

O petista perdeu 3% dos eleitores em duas semanas, segundo o levantamento

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software