Pedagoga perde R$ 7,5 mil em golpe do falso sequestro

Vítima, de 57 anos, seguiu ordens de golpistas, por telefone, entre a noite de terça-feira e a manhã desta quarta-feira

Comentar
Compartilhar
04 MAR 201521h07

Uma pedagoga de 57 anos, moradora de Santos, teve um prejuízo de R$ 7,5 mil ao cumprir ordens de criminosos que aplicaram o golpe do falso sequestro contra a vítima, por telefone. Os criminosos diziam que tinham sequestrado a filha da pedagoga e faziam ameaças diversas.

O prejuízo só não foi maior porque investigadores do 7º Distrito Policial (Gonzaga) apuraram que a vítima estava em uma agência na Avenida Ana Costa e impediram a pedagoga de transferir mais dinheiro, na manhã desta quarta-feira (4).

Os policiais Ricardo Krone e Julian Uemura iniciaram a investigação após o marido da vítima procurar o distrito para registrar o desaparecimento da pedagoga.

Conforme apuraram os policiais, a vítima cumpriu ordens dos criminosos entre as 17h45 de terça-feira e 8 horas de ontem. Se hospedou inclusive em um hotel, onde pernoitou.

A vítima contou à polícia que exigência inicial dos golpistas foi de R$ 100 mil. A pedagoga disse que só tinha R$ 30 mil e começou a fazer movimentação de valores.

Na terça-feira, ela fez duas transferências, de R$ 2 mil cada dentro de banco. Já no início da manhã desta quarta depositou R$ 3,5 mil, sendo R$ 2 mil em banco e R$ 1,5 mil em uma lotérica.

Quando os investigadores chegaram ao banco onde estava a vítima evitaram que ela depositasse mais R$ 5 mil aos criminosos.

Policiais do 7º DP encontraram a vítima em uma agência bancária e evitaram que ela fizesse mais uma movimentação bancária (Foto: Luiz Torres/DL)

Hipermercado

Um aposentado de 79 anos teve dois cartões bancários furtados e teve um prejuízo de R$ 4,4 mil, na manhã desta quarta, em Santos. A subtração do dinheiro foi feita por um golpista que se aproximou da vítima quando ela usava um caixa eletrônico em um hipermercado.

O idoso relatou a polícia que não percebeu o criminoso subtraindo os cartões.

Ainda na manhã de ontem, o idoso constatou que foram realizados dois saques em duas contas que possui: um de R$ 2.950,00 e outro de R$ 1450,00.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Santos (Centro).