Operação combate tráfico de armas e drogas na Baixada Santista

É a primeira operação de grande porte da Agência de Atuação Integrada, criada em novembro do ano passado

Comentar
Compartilhar
14 MAR 201313h42

Uma ação envolvendo cerca de 650 homens das polícias Civil, Federal, Militar e Rodoviária Federal, além de servidores das receitas Estadual e Federal, foi deflagrada hoje (14) nas cidades de Cubatão e Guarujá, Baixada Santista, para coibir o tráfico de armas e de drogas.

É a primeira operação de grande porte da Agência de Atuação Integrada, criada em novembro do ano passado, por meio de convênio firmado entre os governos federal e estadual para combater o crime organizado.

Desde o início da manhã, 232 policiais civis, 140 policiais federais e 280 policiais militares cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Estadual. Servidores da Receita Federal e da Secretaria da Fazenda Estadual, além 20 policiais rodoviários federais, também fizeram fiscalizações no transporte de mercadorias.

Para a operação conjunta, foram empregadas 120 viaturas de todos os órgãos envolvidos, dois helicópteros das polícias Civil e Militar, uma lancha da Polícia Federal e outras embarcações da Polícia Militar, além de um scanner que permite ver o conteúdo de veículos em movimento, pertencente à Polícia Rodoviária Federal.

Um balanço de toda a ação será divulgado no início da tarde de hoje, em entrevista coletiva no município de Santos.