Loja é assaltada no Shopping Praiamar e ladrão é preso

Um segurança conteve o assaltante até a chegada da Polícia Militar; dois criminosos conseguiram escapar

Comentar
Compartilhar
08 ABR 201523h41

Um procurado pela Justiça de 22 anos foi preso em flagrante, na manhã de ontem, após participar de um assalto em uma loja autorizada da Apple, a iPlace, no Praiamar Shopping, na Aparecida, em Santos. Três vendedores e uma caixa foram rendidos no assalto, em que houve a participação de outros dois ladrões, que conseguiram escapar.

O procurado, que é desempregado, tentava escapar levando duas sacolas contendo 69 iPhones, avaliados em um total de R$ 241.500,00 quando foi contido por um segurança, até a chegada da Polícia Militar.

Por volta das 10h30, dois vendedores e a caixa foram rendidos pelo desempregado e um comparsa. Os três funcionários foram amarrados no estoque, enquanto os telefones eram subtraídos e colocados em sacolas. Na parte da frente da loja, um vendedor era mantido refém por um terceiro assaltante, que fazia perguntas sobre os sistemas de monitoramento e acionamento de alarme.

Após os ladrões que estavam no estoque se apoderaram dos celulares eles foram até a entrada de loja e deixaram o local juntamente com o terceiro criminoso.
O segurança, ao perceber o trio saindo com sacolas de viagem, estranhou a atitude e foi abordá-los. Houve luta e somente o desempregado foi contido.

Três vendedores e uma caixa foram rendidos no assalto (Foto: Divulgação)

A chave do carro usado pelo trio, um Hyundai HB20 caiu no chão do shopping, e o detido indicou a localização. na Rua Pirajá da Silva, onde foi realizada a apreensão.
Devido ao confronto, tanto o segurança como o acusado tiveram que ser socorridos aos Pronto-Socorro da Zona Leste, antes da ocorrência ser registrada no 3º Distrito Policial de Santos.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Praiamar Shopping informou que “trabalha em cooperação com a polícia para identificar os outros dois envolvidos”.
Também informou que “os seguranças do shopping agiram para garantir a integridade dos funcionários das lojas e dos clientes”.