Homens são presos por esquema de tráfico com vigilância em Santos

A Polícia Civil segue investigando outros possíveis envolvidos no crime

Comentar
Compartilhar
02 AGO 2021Por Da Reportagem13h50
Equipe encontrou 30 porções de cocaína (27 gramas), e ainda 76 comprimidos psicotrópicos de uso controlado (23 gramas), que serão encaminhados à perícia para análiseEquipe encontrou 30 porções de cocaína (27 gramas), e ainda 76 comprimidos psicotrópicos de uso controlado (23 gramas), que serão encaminhados à perícia para análiseFoto: Divulgação / Polícia Civil

Agentes do 4º Distrito Policial de Santos prenderem em flagrante dois homens (43 e 56 anos), no bairro Vila Nova, cidade de Santos, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão ocorrido na tarde da última sexta-feira (30).

As prisões ocorreram após um mandado ter sido expedido pelo Poder Judiciário e da equipe policial ter concluído investigação que apontava uma habitação coletiva como um possível ponto de drogas. Na data da abordagem, os investigadores se deslocaram até o local apurado e se dividiram em duas equipes, sendo que um dos indivíduos tentou abandonar o local, momento no qual foi surpreendido pelos policiais civis.

No interior da residência, após busca, os policiais encontraram um simulacro de arma de fogo, computadores, pen drive, web can, aparelhos de telefone celular e 'eppendorfs' vazios. O flagrante foi feito pela equipe da delegada Deborah Perez Lázaro, titular do distrito, e do investigador-chefe, José Benedicto Camargo.

A outra equipe encontrou o outro indivíduo, e em um esconderijo no local  foram localizadas 30 porções de cocaína (27 gramas), e ainda 76 comprimidos psicotrópicos de uso controlado (23 gramas), que serão encaminhados à perícia para análise. Os agentes perceberam que no local havia um sistema de vigilância para assegurar a comercialização da droga, motivo pelo qual um dos indivíduos, ao avistar a equipe, teria tentado fugir.

Depois disso, foi dada voz de prisão em flagrante à dupla pelo crime de tráfico de drogas. Ambos foram conduzidos até a delegacia, onde as autoridades ratificaram a prisão. Após a lavratura dos atos de polícia judiciária, os presos foram recolhidos ao cárcere. A Polícia Civil segue investigando outros possíveis envolvidos no crime.