X
VIOLÊNCIA

Defesa de homem que atacou procuradora em Registro alega surto psicótico

O procurador Demétrius Oliveira Macedo espancou a sua chefe, a procuradora-geral do município, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39, na semana anterior

Procuradora é agredida por colega em Registro / Arquivo Pessoal

A defesa de Demétrius Oliveira de Macedo, 34 anos, alegou que ele espancou a procuradora-geral de Registro, no interior de São Paulo, “privado da razão” durante um surto psicótico.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O escritório de advocacia Marco Antônio Modesto, que representa o procurador que está preso, enviou um comunicado sobre as agressões para a CNN.

“É evidente que os acontecimentos do último dia 20 ocorreram em novo episódio psicótico, provavelmente com delírio persecutório, em meio ao qual, privado da razão, o procurador lamentavelmente veio a cometer os atos de lesão corporal que merecem o absoluto repúdio da sociedade”, diz a nota.

Ainda segundo a defesa, o procurador municipal tem “problemas de ordem psiquiátrica” desde 2020 e já sofreu surtos psicóticos e delírios anteriormente.

O escritório de advocacia, ressaltou que Demétrius chegou a pedir demissão em 2020 por “falta de consciência de seus atos”, o que teria sido comprovado em um exame demissional. No entanto, o servidor público teria retornado ao cargo em 2021 por meio de processo judicial.

O caso
O procurador Demétrius Oliveira Macedo espancou na segunda-feira (20) sua chefe, a procuradora-geral do município, Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39. Ela foi agredida com socos e uma cotovelada e depois foi empurrada pelo homem que lhe desferiu chutes.

Solteiro e sem filhos, Demétrius recebia um salário bruto de cerca de R$ 9,2 mil como procurador da Prefeitura de Registro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CRIME NO TRIBUNAL

'Estava pelado e se masturbando', veja denúncias de assédio contra juiz de SP

Dez mulheres afirmam ter sido assediadas por Marcos Scalercio entre 2014 e 2020

ULTRAMARATONA

Paulista que impressionou Stan Lee agora quer superar a Capadócia

Ultramaratonista Carlos Dias já percorreu os pontos mais extremos do mundo, impressionou até Stan Lee e agora quer novos desafios

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software