Nada de flexibilização

Comentar
Compartilhar
23 JUL 2017Por Da Reportagem00h00

Alegando “inadequação financeira e orçamentária da matéria”, o relator da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, Aelton Freitas (PR-MG), rejeitou a proposta de flexibilização de exigências para taxistas comprarem carro com isenção de IPI. “Há renúncia fiscal e não foram apresentados o montante da renúncia nem a maneira de sua compensação, nem o seu termo final de vigência”, justificou Aelton.