Muzambinho: de pacata à badalada cidade mineira

A centenária cidade dobra sua população durante os festejos do carnaval e é sede do maior bloco carnavalesco do estado: Vermes e Cia

Comentar
Compartilhar
09 FEV 201512h19

Fundada em 1880, Muzambinho localiza-se no sul do estado. Com um ar interiorano típico, é pacata. Segundo a última pesquisa populacional, Muzambinho possui pouco mais de 21 mil habitantes. O nome da cidade vem da influência africana na formação do povoado que lá residia há mais de um século e possui vários significados. Segundo a tradição, a nomenclatura Muzambinho se originou da palavra mocambo ou mocambinho, isto é, moradia utilizada pelos negros escravos fugitivos

Com uma economia baseada na agricultura, pecuária e artesanato, a cidade é conhecida por ser grande produtora de café. Outra delícia, que enche os olhos e agrada o paladar,  peculiar de Muzambinho, é o seu famoso Doce de Leite. Atualmente é consumido em todo o Brasil e também no exterior. Também são produzidos na cidade queijo, açúcar, rapadura, fumo e trabalho em couro e madeira.

A cidade tem dezenas de cachoeiras para que os visitantes possam se deleitar e relaxar. O Cristo Redentor, outro importante ponto turístico, também fica fora do centro. Localizado no bairro Morro Preto, cerca de três quilômetros do centro, foi erguido pelo poder público municipal há mais de duas décadas. A estrutura conta ainda com parquinho infantil, rampa de voo livre e lanchonete, proporcionando uma vista ímpar ao visitante.

Muzambinho possui ainda na sua área rural o Túnel da Linha Férrea, construído em 1912, e que fez parte da Rede Sul-Mineira; o Chapéu de Sol, importante marco histórico da cidade, construído em 1934 somente com pedras para homenagear os soldados brasileiros enviados à Segunda Guerra Mundial.

São vários imóveis tombados pelo patrimônio histórico municipal tais como a Casa de Cultura Lycurgo Leite, a antiga Câmara Municipal, Fonte Fálica, Museu Municipal Francisco Cerávolo, Estação da Cia. Mogyana, Teatro Bernardo Guimarães e o Palacete Dr, Joaquim Bernardes. Há ainda várias casas históricas do século XIX que podem ser visitadas.


Muzambinho: de pacata à badalada cidade mineira (Foto: Divulgação)

De pacata à badalada

Famosa por seu Carnaval, Muzambinho tem sido há quase duas décadas referência em Minas Gerais por sua diversidade e crescimento anual. Devido à sua localização, turistas de São Paulo e Rio de Janeiro são as caravanas mais frequentes nessa época do ano. Os belo-horizontinos também comparecem em peso, transformando a silenciosa cidade num polo de agito e diversão. A população quase triplica nessa época do ano, o que faz com que hotéis, casas, chácaras, quitinetes, repúblicas e áreas de camping da cidade fiquem lotadas.

"Em prol de uma renda extra, muitos moradores alugam suas casas para turistas e viajam para outros locais. Estima-se que mais de 600 famílias façam isso. O preço de cada estadia varia. Uma casa custa, em média, de R$ 3 mil a R$ 5 mil", afirma a corretora Fernanda Souza. Ela ainda informa que a procura começa ainda no ano anterior e que até as cidades limítrofes acabam recebendo turistas devido à alta demanda.

Além dos moradores, ganha também o próprio município, que arrecada com o turismo, somente nessa época, cerca de R$ 15 milhões, segundo dados fornecidos pelo próprio setor de hotelaria local. O feriado de carnaval acaba contribuindo consideravelmente na geração de empregos e aquecimento no setor imobiliário, o que é revertido positivamente na economia da cidade.

Na programação, sexta-feira, 13 de fevereiro: Matheus Jorente arrasta o trio no centro da cidade (aberto ao público); Sábado, 14, Banda Eva,  Beat Samba, Bonde do Tigrão; Domingo, 15, MC Guimê, Munhoz & Mariano, Jana Lima. Na Segunda, 16, tem Lucas Lucco, Fernando & Sorocaba, Tomate, Felguk. Para encerrar a festa, terça-feira, 17, tem Turma do Pagode, Homem de Lata  e o eletrônico do Projeto BPM.

Segundo a organização do evento, "o Carnaval de Muzambinho é e sempre terá uma energia contagiante que, com certeza, irá proporcionar grandes momentos com muita segurança e descontração".

Como chegar?

O belo-horizontino que quiser curtir o Carnaval em Muzambinho, de carro, gastará cerca de 6h para chegar ao seu destino. O trajeto mais comum é pela MG-050, passando pelas cidades de Divinópolis e Formiga. Posteriormente, o turista seguirá pela MG-446, sentido a Alpinópolis. De ônibus, a Viação Gardenia faz o trajeto.

Para quem sairá de São Paulo a rota pela Rodovia dos Bandeirantes, sentido Campinas. De lá o trajeto passa por Jaguariúna, Holambra, Mogi-Guaçu, Casa Branca e Guaxupé. Há ainda a possibilidade de chegar a Muzambinho de ônibus. Uma das alternativas é pela Viação Santa Cruz. O tempo estimado é de 5h30 de viagem.

Pelo Rio de Janeiro, uma alternativa é passando por Volta Redonda, Cambuquira, Três Corações e Varginha. De carro, o turista gastará cerca de 7h30. De ônibus, o turista cerca de 12h. As empresas Cometa e Santa Cruz fazem o transporte.

Já o turista que optar pelo transporte aéreo, a alternativa é passar por aeroportos de São Paulo, Ribeirão Preto, Araras ou Franca ficam distantes, em média, 180 km de Muzambinho.

Serviço

Bloco Vermes & Cia 2014

Local: Parque Folia

Data: de 13 a 17 de fevereiro

Atrações: Sexta-feira, 13 de fevereiro: Matheus Jorente; Sábado, 14 de fevereiro: Beat Samba, Bonde do Tigrão, Banda Eva; Domingo, 15 de fevereiro: MC Guimê, Munhoz & Mariano, Jana Lima; Segunda-feira, 16 de fevereiro: Lucas Lucco, Fernando & Sorocaba, Tomate, Felguk; Terça-feira, 17 de fevereiro: Turma do Pagode, Homem de Lata, BPM

Pontos de vendas: Muzambinho/MG: Art e Brilho; Guaxupé: Banca Martins; Poços de Caldas/MG: Inovação Modas;Pouso Alegre/MG: Tiago Ferreira; Itajubá: Fábio Haddad; Lavras: Chilli Beans; Belo Horizonte/MG: Marcos Paulo; Bom Despacho/MG: TicketBuy; Juruaia: Mulher Brasileira; Nova Resende/MG: Castro Turismo; Botelhos/MG: Alquimia Presentes; Cabo Verde/MG: Água na Boca; Passos/MG: Rádio Ind FM; Andradas/MG: Aline Moretti; Divinópolis: Aline Miranda; São José do Rio Pardo/SP: Marcelo Morgan e Mix Mania; São Paulo/SP: República TOP Minas; Empório Coisas de Minas, Equipetur Viagens, Agência Juca na Balada, Comitiva Eventos, Planeta Folia, Agência Auê Folia, Lelynho.com, Fervo Mania, Loja do Ingresso, Hits Eventos e Turismo; Campinas/SP: Qual Balada -  Bar Pelicano; São João da Boa Vista/SP: Raphaela Lopes, República Mansãobinho; Mococa/SP: SOS Cerveja & Cia, Ana Júlia Foragin; São Carlos/SP: República Casa Maluka; Volta Redonda/RJ: Tôa Tôa Viagens & Turismo

Colunas

Contraponto