X
DESTAQUE

IOEB concede boa avaliação e considera educação em Praia Grande a melhor da Região

O IOEB é um índice que capta as oportunidades educacionais ofertadas  nos municípios e Estados brasileiros para garantir melhores  oportunidades para o sucesso educacional das crianças, adolescentes,  jovens e adultos

Praia Grande conta com 77 modernas escolas municipais / Felipe França / Prefeitura de Praia Grande

Ao longo das últimas décadas, Praia Grande se notabilizou pelo  investimento na área da Educação. A oferta de um aprendizado de  qualidade na rede municipal para os alunos é referência na região, no  Estado de São Paulo e até em âmbito nacional. Entre as ações,  destaques para as amplas e 77 modernas escolas, a utilização da  tecnologia nas salas de aulas, além do desenvolvimento constante de  capacitações para os professores e profissionais do setor. Mais um  importante resultado reforçou essa posição. A Cidade obteve a maior  nota da Região no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira  (IOEB) 2021.

O IOEB é um índice que capta as oportunidades educacionais ofertadas  nos municípios e Estados brasileiros para garantir melhores  oportunidades para o sucesso educacional das crianças, adolescentes,  jovens e adultos. O levantamento técnico de dados indica a qualidade  do sistema de educação de um determinado território.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Os dados foram divulgados recentemente. Praia Grande ficou com a nota  5,6. Cubatão e Bertioga foram as outras cidades da Região que mais se  aproximaram, com média 5,3. Santos e São Vicente, por exemplo,  atingiram a nota 5.

Outro ponto que demonstra a evolução da rede municipal de educação de  Praia Grande é a comparação do índice divulgado em 2020, quando a  Cidade ficou com a nota 5,1, ou seja, ganho de 0,5 em um ano. A nota  alcançada merece ser destacada também por se tratar de um momento  delicado devido a pandemia da covid-19. A área da Educação foi  obrigada a se reinventar para seguir com a oferta de ensino para os  jovens com os desdobramentos da doença.

“Este é um resultado importante. A Secretaria de Educação (Seduc) de  Praia Grande vem trabalhando nos últimos anos com estratégias de  planejamento e acompanhamento das ações pedagógicas realizadas nas  unidades Escolares. Por meio de um processo de avaliação detalhado, é  possível criar uma perspectiva para o futuro, com base nas adequações  necessárias. Os investimentos nestas estratégias serão ainda maiores”,  comentou a secretária de Educação praia-grandense, Maria Aparecida  Cubilia.

REFERÊNCIA.
Praia Grande conta com 77 modernas escolas municipais. No  total, são atendidos 53 mil alunos em creche, educação infantil e  fundamental, além do EJA e ensino especial.

A utilização da tecnologia é um dos destaques, com lousas digitais em  todas as salas de aula, além e laboratórios de informática e mesas  interativas. Bibliotecas, equipamentos esportivos como amplos  ginásios, atividades gratuitas da cultura e esporte, milhares de  refeições ofertadas diariamente com alimentação balanceada, além de  professores e profissionais capacitados também fazem parte da  estrutura disponibilizada para os estudantes.

Google for Education – Neste mês de outubro, o Município firmou uma  importante parceria com o Google for Education, conjunto de soluções  colaborativas online com o objetivo de ajudar alunos e professores a  promoverem um ensino mais dinâmico e completo.

Com a parceria, diversos aplicativos do Google são oferecidos como  apoio para as aulas, como o Google Classroom (Sala de Aula),  Formulários, Agenda, Drive, Documentos, Planilhas, Apresentações,  entre outros. Dessa forma, os usuários têm em mãos mais recursos para  gestão, comunicação e organização das aulas, beneficiando tanto os  professores como os próprios alunos.

Como parte do projeto, 1800 chromebooks – pequenos laptops  personalizados para a educação e voltados para o uso dentro e fora da  sala de aula – serão entregues para a equipe técnica da Seduc e 2.660  para as escolas, que serão utilizados tanto pelos professores como  pelos alunos. Ao todo, 38 unidades escolares receberão os aparelhos.

Para os professores, a iniciativa vai dinamizar os trabalhos e  facilitar o processo de ensino. Eles poderão utilizar os chromebooks  para acessar os aplicativos do Google a fim de aprimorar a elaboração  das aulas, a digitalização das tarefas, gerenciamento de provas e  trabalhos, elaboração de aulas multimídia e melhorar o acompanhamento  das produções dos alunos.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Corregedoria investiga aparição de pênis de borracha em academia da PM

A academia do Barro Branco tem aproximadamente 660 cadetes, além de cerca de 140 funcionários

Turismo

Réveillon no Rio de Janeiro está cancelado

Paes já tinha afirmado que analisaria o cenário epidemiológico e que tomaria uma decisão sobre a manutenção ou não da festa até o dia 15

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software