Forças de Segurança impedem evento clandestino 'Revoada no Mar' em Guarujá

Forças de segurança adotaram ações preventivas contra evento clandestino, além disso o bloqueio do trânsito local foi restrito

Comentar
Compartilhar
21 SET 2021Por Da Reportagem10h00
Para que as lanchas não chegassem ao mar, a Ditran fechou as rampas que dão acesso a faixa arenosa do Canto do TortugaPara que as lanchas não chegassem ao mar, a Ditran fechou as rampas que dão acesso a faixa arenosa do Canto do TortugaFoto: Divulgação

A Diretoria de Força-Tarefa e Contenção de Invasões de Guarujá impediu a realização de um pistão náutico, conhecido como "Revoada no Mar'. O evento clandestino divulgado pelas redes sociais estava previsto para acontecer na última sexta-feira (17), no Canto do Tortuga (Enseada).

Durante o último final de semana, o trabalho integrado entre forças de segurança do município se antecipou às ações dos organizadores da "Revoada no Mar", festa que prometia a presença de DJs e artistas.

Ao longo da semana, foi adotado um conjunto de ações preventivas que contou com a atuação das diretorias da Secretaria de Defesa e Convivência Social (Sedecon), além da Marinha do Brasil, Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar) e das Polícias Militar, Civil e Ambiental.

Para que as lanchas não chegassem ao mar, a Diretoria de Trânsito e Transporte Público (Ditran)  fechou de forma preventiva as rampas que dão acesso a faixa arenosa do Canto do Tortuga. O trânsito local também foi bloqueado para evitar o fluxo de pessoas no evento.

A Polícia Ambiental realizou o patrulhamento preventivo nas praias de difícil acesso, tais como: Goes, Sangava, Cheira Limão e Saco do Major. Já a Polícia Militar atuou em conjunto com a Diretoria de Força-Tarefa nas praias do Perequê, Enseada e Guaiúba.

Toda a extensão do canal de Bertioga foi patrulhada ininterruptamente. As demais praias foram fiscalizadas e monitoradas pela Guarda Civil Municipal (GCM), para coibir o acesso de embarcações em locais não permitidos.

Os organizadores tentaram driblar a fiscalização transferindo o evento para a Praia do Guaiúba. No local, a Força-Tarefa e Corregedoria da GCM fecharam a rampa de acesso a embarcações. A Polícia Ambiental e a Militar realizaram o apoio no ordenamento do local.

Neste mesmo dia, foram atendidas cerca de 140 ocorrências, relacionadas a som abusivo e prática irregular de lazer náutico. Duas motos aquáticas foram apreendidas.

A Marinha do Brasil realizou patrulhamento no mar da praia do Guaiúba, abordando as embarcações e em uma delas constatou que estava com excesso de pessoas e pequena quantidade de maconha. Quatro indivíduos foram encaminhamos à Delegacia de Polícia Sede de Guarujá e uma bicicleta foi apreendida, pois o condutor estava circulando no calçadão.

"Foi um fim de semana de muito trabalho para manter o ordenamento da cidade, estávamos preocupados principalmente com a salvaguarda dos nossos banhistas, por isso intensificamos a fiscalização do lazer náutico", explicou a diretora da Força Tarefa, Valéria Amorim Queiroz.