SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Levantamento em Guarujá testa 1.700 pessoas e identifica 100 casos da Covid-19

Concluído na última semana, o levantamento teve quatro etapas e foi desenvolvido em toda a Região da Baixada Santista

Comentar
Compartilhar
02 JUL 2020Por Da Reportagem11h40
A última etapa da pesquisa regional concluída entre 17 e 20 de junho teve, no Município, mais 47 casos confirmados do novo coronavírus em pacientes assintomáticosFoto: Divulgação / Prefeitura Municipal de Guarujá

Guarujá registra 100 casos confirmados do novo coronavírus em pacientes assintomáticos, conforme a pesquisa regional da Prevalência da Covid-19 na Baixada Santista (Epicobs). Na Cidade, o número total de testados nesse levantamento, composto por quatro etapas, foi de 1.736.

A última etapa da pesquisa regional concluída entre 17 e 20 de junho teve, no Município, mais 47 casos confirmados do novo coronavírus em pacientes assintomáticos. Da primeira até a terceira fase, Guarujá tinha exatos 53 casos positivos em pessoas que não apresentam nenhum sintoma da doença.

A Epicobs começou ao final de abril com o intuito de identificar pacientes assintomáticos, através da aplicação de testes aleatórios. Cerca de 10 mil pessoas foram testadas na Baixada Santista, por meio da pesquisa. Somente na última etapa, a pesquisa realizou 2.442 testes, sendo 160 casos confirmados, na Região.

De acordo com o diretor de Vigilância em Saúde da Prefeitura de Guarujá, a partir da análise de dados, a conclusão da pesquisa mostra que estamos em ascendência de casos. “Isso significa que estamos no pico da doença, e nos contaminando vagarosamente”.

Ele exemplifica que, como medida de segurança, o centro das atenções tem que continuar sendo o uso da máscara em qualquer lugar, atrelado ao isolamento social, além do uso do álcool gel, manter a etiqueta respiratória (espirrar e tossir mesmo de máscara sempre na região do cotovelo) assim como as saudações nipônicas. “Pelo menos até que os casos parem de crescer, para que só depois, os números comecem a reduzir”.

Sobre a pesquisa

O objetivo da Epicobs foi desenvolver um mapeamento do percentual de indivíduos que já tiveram contato com o novo coronavírus e mediante esses resultados sugerir aos prefeitos medidas na tomada de decisões sobre, inclusive a flexibilização ou não do comércio.

A testagem aplicada consiste na realização de um pequeno furo na digital de um dos dedos para extrair a gota de sangue, por meio de uma lanceta descartável. A amostra é colocada num dispositivo e em 15 minutos emite o resultado. Durante o procedimento, os munícipes responderam a um questionário com informações socioeconômicas e de cunho pessoal que incluem: sexo, idade, profissão, renda familiar e o nível de conhecimento sobre o coronavírus.

Durante a ação, que aconteceu nas nove cidades, os agentes de controle de endemias e comunitários de saúde da Prefeitura de Guarujá foram distribuídos em quase 20 bairros da Cidade. Na testagem, os munícipes receberam em casa, pelo menos, quatro integrantes incluindo profissionais de enfermagem, odontólogos, farmacêuticos e outros que chegam identificados por crachá e em veículo oficial da Prefeitura, com equipamentos de proteção individual (máscara, óculos e avental).

A compra dos equipamentos para os exames foi financiada pela Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem), com realização da Fundação Parque Tecnológico de Santos e reuniu mais de 40 pesquisadores de todas as universidades da Região.