X
Guarujá

Força-Tarefa de Guarujá atende uma ocorrência de perturbação de sossego por hora

Média corresponde ao período de 20 de outubro a 20 de novembro, no qual foram atendidos 805 chamados dessa natureza em Guarujá

Força-Tarefa de Guarujá atende uma ocorrência de perturbação de sossego por hora / Divulgação/ Prefeitura de Guarujá

Algazarra, som alto, abusos com aparelhos ou sinais sonoros são configurados como perturbação de sossego. Para conter os excessos, a Prefeitura de Guarujá conta com o trabalho da Força-Tarefa e Contenção de Invasões, que realiza fiscalizações periódicas na Cidade. Conforme balanço divulgado na última semana, de 20 de outubro a 20 de novembro foram realizados 805 atendimentos dessa natureza, o que representa 25,1 atendimentos por dia, ou seja, um pouco mais de uma ocorrência por hora.

Por meio de denúncias, as equipes – ligadas à Secretaria Municipal de Defesa e Convivência Social – vão até o local da ocorrência e, se constatado o abuso, o responsável é advertido sobre a irregularidade, sendo determinado que cesse a perturbação. Os agentes contam com o decibelímetro, aparelho que mede a intensidade do som. No caso de uma reincidência, a pessoa pode ser multada e ter o aparelho de som apreendido. A multa varia de R$ 5 mil a 100 mil reais.

A maior parte das ocorrências de perturbação de sossego aconteceu em residências, onde as equipes realizaram 440 atendimentos. Na lista das denúncias constam ainda 226 em comércios, 106 durante atividades em vias públicas, 30 em templos religiosos e três em pistões.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Muitas dessas residências são locais alugados para realização de eventos irregulares, com uso de entorpecentes e a presença de menores. Estamos fazendo fiscalizações periódicas para coibir tais práticas e manter o ordenamento da Cidade”, conta a superintendente da Força Tarefa de Guarujá.   

A população pode denunciar o som abuso pelo telefone 153 (GCM) e também por meio da Ouvidoria Municipal pelo telefone 162.

Invasões de áreas verdes também são coibidas 

A Força Tarefa da Prefeitura de Guarujá também tem fechado o cerco contra as invasões irregulares. Só nos últimos 31 dias foram realizadas 36 operações, 64 vistorias e patrulhamentos para evitar novas demarcações, além de 54 demolições.

“A contenção de invasões tem como objetivo principal preservar nossa Mata Atlântica e manguezais, para que haja equilíbrio ambiental. Além disso, evita ocupações desordenadas que trazem um passivo social à Cidade imensurável”, ressaltou a superintendente da Força Tarefa da cidade.

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

1ª criança vacinada no país, Davi estuda em escola com maior Ideb das redes estaduais do Brasil

Escola Estadual Honorato Faustino, em Piracicaba, alcançou o índice de 8,8 em 2019

Saúde

Vacinação contra covid-19 acontece durante o final de semana em Praia Grande

Ginásio Rodrigão estará aberto sábado (15) e domingo (16), das 9h às 15h

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software