X

Guarujá

'As construtoras já estão prospectando terrenos em Guarujá', afirma Suman

O prefeito acredita que, com a construção do aeroporto e do túnel submerso, a procura por imóveis no município crescerá

Nilson Regalado

Publicado em 27/02/2024 às 14:07

Atualizado em 27/02/2024 às 14:43

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Válter Suman durante cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço / Divulgação/PMG

Durante cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço para início das obras da primeira fase do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá, nesta terça-feira (27), o prefeito Válter Suman afirmou que já está sendo procurado por construtoras que estão prospectando terrenos no município para a construção de edifícios.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O chefe da Administração Municipal, acredita que, com a construção do aeroporto e do túnel submerso que ligará Santos a Guarujá, a procura por imóveis no município crescerá, em razão da facilidade de acesso dos santistas ao Guarujá,

O mesmo raciocínio vale, segundo o prefeito, para as construtoras, que já teriam a consciência de que, no Município, os lotes são mais baratos e há maior disponibilidade de terrenos.

Suman projeta também um crescimento na construção civil e na abertura de vagas de emprego.

"O aeroporto vai gerar empregos! Hoje é dia de comemorar e agradecer, porque nós estamos trabalhando para gerar empregos na cidade. Um homem sem emprego vai para o tudo ou nada", disse.

A cerimônia

A Prefeitura de Guarujá formalizou, nesta terça-feira (27), a assinatura da Ordem de Serviço para início das obras da primeira fase do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá.

As obras da primeira fase do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá devem se iniciar nesta quarta-feira (28) e contemplam a reforma e adequação da pista de pouso e decolagem. Estão também incluídas intervenções nas pistas de táxi A, B e C; faixa de pista e sistema de drenagem e, ainda, implantação de cerca operacional; barreiras de proteção de fauna e via interna de serviço no Aeroporto.

"A partir de amanhã inicio as obras", afirmou o secretário municipal de Infraestrutura e Obras, Adilson de Jesus, durante o evento.

Aeroporto de Guarujá terá voos diários para Rio e Campinas

A Prefeitura de Guarujá e a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abear) projetam voos diários para o Rio de Janeiro e para Campinas em aeronaves Cessna Caravan 208. O avião tem capacidade para 10 a 14 passageiros. O Caravan e considerado o 'jipe do ar', começou a ser fabricado no início da década de 1980, tem 11,4 metros de comprimento e 15,8 metros de ponta a ponta das asas. O avião voa a 7.600 metros do chão, a uma velocidade de 340 km/h.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (27), durante cerimônia de assinatura da Ordem de Serviço para o início das obras da primeira fase do Aeroporto Civil Metropolitano.

A reforma inclui a adequação da pista de pouso, drenagem e área de taxiamento, além da implantação de cercamento e sinalização e a construção de um terminal de passageiros provisório. A empresa vencedora da licitação foi a Terracom Construções LTDA.

De acordo com a Prefeitura de Guarujá, as obras da primeira fase possuem cronograma de execução seis meses, a partir da emissão de ordem de início dos serviços. O projeto global do aeroporto contempla um total de quatro fases.

Após a execução dos serviços de implantação da primeira fase, começará a implantação do terminal de passageiros, que permitirá pousos e decolagens de aeronaves para até 72 passageiros (jatinhos e turboélices).

O PROJETO

O projeto global do Aeroporto contempla um total de quatro fases. A empresa vencedora do processo licitatório foi a Terracom Construções LTDA, homologada vencedora no último dia 2 de dezembro. A empresa atendeu todas as exigências do edital e custeará as intervenções necessárias, orçadas em R$19 milhões, investimento do Governo Federal.

Após a execução dos serviços, conclui-se a primeira fase e, na sequência, começará a implantação do terminal de passageiros, o que permitirá pousos e decolagens de aeronaves para até 72 passageiros (jatinhos e turboélices).

O secretário municipal de Infraestrutura e Obras, estima a conclusão da primeira fase de obras no segundo semestre deste ano.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Sabesp interrompe abastecimento de água em bairros de São Vicente

Serviços podem interferir no fornecimento nesta semana e na próxima

RODOVIAS

Consórcio Litoral Paulista vence leilão de concessão do Lote Paulista

Evento aconteceu na manhã desta terça-feira (16)

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter