Werley elogia rival e não vê motivo para motivação especial de Damião

O time celeste conquistou vaga nas quartas de final da Copa Libertadores ao eliminar o São Paulo e já tem o próximo duelo marcado para a quarta-feira

Comentar
Compartilhar
15 MAI 201512h41

Logo na segunda rodada do Campeonato Brasileiro o Santos encara o atual bicampeão da competição. Depois de empatar com o Avaí na estreia, o time de Marcelo Fernandes agora joga em casa contra o Cruzeiro, às 16 horas (de Brasília) deste domingo. E, apesar de toda a reformulação que a equipe mineira sofreu ao fim da última temporada, perdendo seus principais jogadores, como Éverton Ribeiro e Ricardo Goulard, o Peixe não vê facilidade no confronto.

"Difícil comparar uma equipe duas vezes campeã brasileira. Foram eliminados pelo Atlético Mineiro, várias críticas ao Marcelo (Oliveira, técnico celeste), hoje já é um grande time, mas nunca foi um time ruim. Tem jogadores inteligentes. No geral, tem um grande elenco", avalia o zagueiro Werley, referindo-se à fase claudicante que o Cruzeiro viveu ao sair do Campeonato Mineiro.

O santista, aliás, já projetou o possível duelo pessoal com Leandro Damião. Apesar de ter deixado o alvinegro praiano de forma melancólica, hoje o centroavante vive boa fase no time Celeste enquanto move ação contra o Santos para tentar se desvincular de vez. Nada disso, porém, fará Damião encarar a partida deste domingo de uma forma diferente, pensa Werley.

O santista, aliás, já projetou o possível duelo pessoal com Leandro Damião (Foto: Divulgação/SFC)

"Damião é uma grande pessoa, se vier e jogar, não vai estar mais motivado porque é o Santos. É um jogo grande também. Ele vai querer fazer gols, mas eu, Braz e Vladimir não vamos deixar. Ele vai jogar da mesma maneira, tem que ter atenção. Ele teve dificuldade aqui, mas está mostrando que tem qualidade", avisou.

A possibilidade de Damião não ir a campo também é grande, assim como a da maioria dos titulares. O time celeste conquistou vaga nas quartas de final da Copa Libertadores ao eliminar o São Paulo e já tem o próximo duelo marcado para a quarta-feira. Questionado se torceu para o Cruzeiro avançar, de olho em amenizar as dificuldades do duelo deste domingo, Werley refutou a ideia de prontidão.

"Não, de maneira alguma. Quem entrar em campo vai representar bem o Cruzeiro. Eles têm um grande elenco, a dificuldade vai ser a mesma. Tem que se preparar bem. Começamos empatando a competição. Se vencermos, vamos a quatro pontos, nos deixaria na parte de cima da tabela", disse.
Na primeira rodada do Brasileirão, o Cruzeiro perdeu para o Corinthians por 1 a 0, como mandante, mas em jogo disputado na Arena Pantanal, em Cuiabá. Na ocasião , as duas equipes entraram em campo com times completamente reservas, já que tinham os duelos das oitavas de final da Libertadores como prioridade.