SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Se não renovar com Santos, atacante vai procurar outro clube brasileiro

Aos 34 anos e após cinco temporadas no futebol árabe, o centroavante assinou um contrato com término previsto ao fim do Campeonato Paulista

Comentar
Compartilhar
03 MAR 201519h35

O Santos resolveu repatriar Ricardo Oliveira no início do ano para suprir a saída de Leandro Damião do time. Aos 34 anos e após cinco temporadas no futebol árabe, o centroavante assinou um contrato com término previsto ao fim do Campeonato Paulista. Porém, engana-se quem pensa que o jogador está desesperado para provar seu valor a cada jogo para conseguir estender seu vínculo com o clube da Baixada Santista.

"A respeito disso, sou um cara bem tranquilo. Existia uma grande desconfiança em relação a minha capacidade física. Pelo fato de eu ter ficado cinco anos fora, em um campeonato que é profissional há seis anos e é visto como fraco. Eu entendia, mas eu estava supertranquilo. Sabia como estava fisicamente e o que poderia render", explicou o camisa 9. "Eu vou lutar para permanecer, mas sem ansiedade e obsessão de ter de mostrar para ficar", avisou.

Em 2003, quando atuou por pouco menos de um ano pelo Peixe, Ricardo Oliveira marcou 21 gols em 32 partidas e fez parte do grupo vice-campeão da Libertadores da América. Ao retornar ao clube depois de 12 anos, o atleta revelou realizar um desejo do filho santista e um carinho especial pelo time de Vila Belmiro. Porém, nada disso o impediria de fechar com outra agremiação brasileira, caso não haja acordo com a diretoria comandada por Modesto Roma Jr.

"Se não renovar, fico no Brasil. O objetivo é continuar no Brasil. Quando tomei a decisão de voltar, foi para isso mesmo. Pensando não só no lado profissional, mas no lado familiar também. Por causa dos meus filhos, achamos que era hora de voltar", explicou.

Ricardo Oliveira garante que está satisfeito com sua posição no Santos (Foto: Divulgação/Santos FC)

Revelado pela Portuguesa, Ricardo Oliveira já atuou pelo São Paulo no Brasil. Além disso, coleciona passagens por Valência-ESP, Bétis-ESP, Milan-ITA e Zaragoza-ESP. No futebol árabe, o jogador atuou por dois clubes, Al-Wasl e Al-Jazira. Anotou 85 gols em 118 jogos (somando as participações pelos dois times), venceu duas vezes o principal campeonato do país e ainda se transformou no recordista de gols da Liga dos Campeões da Ásia.

Nesta temporada, apesar de ter marcado apenas um gol, de pênalti, na terceira rodada do Campeonato Paulista, Ricardo Oliveira agradado tanto a comissão técnico quanto alguns membros da diretoria, que já cogitam negociar, em breve, um novo contrato.

“No Brasil, a gente tem a valorização apenas de quem faz os gols. O Ricardo Oliveira, para a equipe, é fantástico. Cria situações, tem ajudado muito”, ressaltou o técnico Enderson Moreira, após mais uma vitória da equipe sem gols do centroavante.