Ricardo Oliveira pede alto e Santos adia acerto, mas segue confiante

O presidente Modesto Roma Jr admitiu que tem mantido contato com o Luz Taveira, responsável por intermediar as tratativas

Comentar
Compartilhar
24 MAR 201517h12

Santos e Ricardo Oliveira seguem negociando a extensão contratual do centroavante, que já marcou cinco gols e deu duas assistências nas onze partidas que fez desde que retornou ao clube, no início desta temporada. Nesta terça-feira, o presidente Modesto Roma Jr admitiu que tem mantido contato com o Luz Taveira, responsável por intermediar as tratativas, e segue confiante em renovar o vínculo com seu camisa 9.

"Ele (Luiz Taveira) me ligou no domingo, conversamos, ele pediu para vir na segunda. Eu disse que estaria no Rio de Janeiro. Então, ele esteve hoje (terça) de manhã, mas o meu carro sofreu uma batida quando estava vindo para cá e acabei me atrasando. Também faleceu um parente do Taveira e ele teve que ir. Então marcamos para amanhã", explicou o mandatário.

O grande entrave entre as partes é a valorização que Ricardo Oliveira conseguiu em tão pouco tempo. Após cinco temporadas no futebol árabe, o jogador aceitou um contrato com término previsto apenas até o fim do Campeonato Paulista com vencimentos de R$ 80 mil por mês.

Agora, com uma situação consolidada no time titular do Peixe, o atleta de 34 anos já tem propostas de outros clubes brasileiros e sabe que não existe tantas opções no mercado nacional para sua função. Diante de tudo isso, o staff do jogador negocia com a diretoria santista um contrato de um ou dois anos, mas com um salário de aproximadamente R$ 300 mil mensais.

Ricardo Oliveira quer multiplicar o valor de seu salário e, por isso, Santos adiou o acerto de renovação (Foto: Divulgação/Santos FC)

"Estamos conversando com tranquilidade. Se não tivesse acontecido tudo o que aconteceu, já poderia ter resolvido. Se não fecharmos amanhã, acredito que não fecharemos, porque vai ter a proposta, contraproposta, falarei com o jogador, com a diretoria, aquelas frescuras de sempre. Acho que fecha em poucos dias, acho que é assim que a banda toca", minimizou Modesto Roma Jr, confiante no acerto.

O presidente alvinegro não quis falar sobre os valores ofertados e garantiu que ainda não conversou com Ricardo Oliveira. Apesar de ressaltar o momento delicado financeiro que o clube passa, Modesto confia no desejo do centroavante em ficar no time de Vila Belmiro.

"Vai fechar mesmo. Quando as partes querem chegar a um acordo, elas chegam a um acordo. Todos sabem que não temos dinheiro para fazer loucura e temos que administrar o clube com os pés no chão", disse.

Ricardo Oliveira já deixou claro que pretende seguir atuando pelo alvinegro praiano, mas não descarta atuar em outro clube do país, caso não chegue a um acordo com o clube da Baixada Santista. O camisa 9 também não descarta um contrato que vise pagamentos proporcionais a produtividade. No entanto, desde que receba um valor fixo de pelo menos R$ 200 mil, sem os adicionais. O que alavancaria seu salário aos números finais desejados pelo atacante.