Empresário de Damião bloqueia R$ 2,5 milhões do Santos na Justiça

O montante é referente a pagamento de comissões do agente. O Peixe chegou a oferecer o CT Meninos da Vila como penhora, mas o tribunal não aceitou

Comentar
Compartilhar
23 MAR 201518h17

As rixas entre Santos e Leandro Damião parecem não ter fim. Agora foi a vez do empresário do jogador, Vinicius Prates, entrar com uma ação contra o clube. E desta vez, o Peixe não tem o que comemorar. Isso porque a da 8ª Vara Cível de Santos determinou o bloqueio de R$ 2,5 milhões time de Vila Belmiro. O montante é referente a pagamento de comissões do agente de Leandro Damião.

O Santos chegou a oferecer o CT Meninos da Vila, utilizado apenas pelas categorias de base, como penhora, mas o tribunal não aceitou e ordenou que o valor de R$ 2.530.688,82 de ativos financeiros fosse bloqueado.

Leandro Damião chegou ao Santos no início de 2014 e não teve sucesso na Vila Belmiro. Sem clima, foi emprestado ao Cruzeiro com a condição de que o clube mineiro arcasse com 70% do salário de aproximadamente R$ 700 mil mensais do atleta.

Damião atualmente defende o Cruzeiro (Foto: Divulgação/Santos FC)

Mesmo assim, o jogador busca, na Justiça, a rescisão contratual e o recebimento de uma indenização milionário por causa de salários atrasados entre outubro de janeiro.

Após diversas liminares de antecipação de tutela negadas, os advogados de Damião entraram inclusive com pedido de mandado de segurança, artifício judicial que busca revisão de uma determinação de alguma autoridade no exercício da função, mas também teve o pedido negado pela Corte Superior.

O próximo capítulo já tem data marcada. A audiência marcada para resolver a questão entre o clube e o atacante acontecerá na próxima segunda-feira, dia 30.