Renato vê Paulista com bom nível e sonha com título inédito

Apesar dos 35 anos, o ídolo da torcida alvinegra iniciou as seis partidas do Peixe até aqui e tem contribuído para o time de Enderson Moreira se manter invicto no Campeonato Paulista

Comentar
Compartilhar
25 FEV 201515h58

O bom momento do Santos traça um paralelo com a fase vivida pelo volante Renato. Apesar dos 35 anos, o ídolo da torcida alvinegra iniciou as seis partidas do Peixe até aqui e tem contribuído para o time de Enderson Moreira se manter invicto no Campeonato Paulista.

"Com a pré-temporada boa que fiz, espero ficar até o fim do ano sem nenhum problema, quero ajudar o Santos. A confiança aumenta com a sequência de jogos. O que mais quero é jogar", comentou o camisa 8, que agora tem que buscar um rápido entrosamento com Lucas Otávio, Leandrinho e até mesmo Valencia, que disputam a vaga deixada por Alison, titular absoluto, mas que terá de passar por nova cirurgia no joelho.

"A gente fica triste pelo Alison, uma lesão grave. Não era o resultado que a gente queria, apesar de ele ser jovem, sempre atrapalha. Meu jeito continua o mesmo, independente com quem estou jogando, O grupo tem uma forma de jogar. O Alison tem poder de marcação muito grande, voluntarioso, que encurta bem o espaço", disse Renato.

O bom momento do Santos traça um paralelo com a fase vivida pelo volante Renato (Foto: Ricardo Saibun)

O Santos, assim como Corinthians, Palmeiras e São Paulo, têm sobrado nesta primeira fase do Paulistão. Porém, apesar da visível discrepância técnica em relação aos clubes do Interior do Estado, Renato garante que o nível da competição segue alto.

"Não digo que caiu, se você pegar no geral, o Mogi está em terceiro lugar, na frente do Palmeiras. É um campeonato difícil, os pequenos, quando enfrentam os grandes, acabam tendo uma motivação maior. A gente leva a sério, qualquer competição é para brigar pelo título”, analisou, antes de usar 2014 como exemplo. “Às vezes acontecem surpresas, não tem esse favoritismo todo. Ano passado, o Corinthians nem chegou na fase final, Palmeiras e São Paulo caíram, o Santos perdeu na final...", completou.

"Ainda não venci o Paulista, espero poder vencer esse ano. A gente vai entrar sempre para buscar o título e dar alegria ao torcedor", finalizou o meio-campista do Peixe.