Por final, Derby opõe badalação corintiana e renovação palmeirense

O Verdão tem o ânimo do que chama de “jogo do ano”, mas convivendo com mais desfalques. Corintianos chegam cansados para o clássico

Comentar
Compartilhar
18 ABR 201523h28

Menos de um ano após a sua inauguração, o estádio de Itaquera terá o seu primeiro clássico decisivo às 16 horas (de Brasília) deste domingo, envolvendo dois times em situações diferentes. O jogo único da semifinal do Campeonato Paulista terá um Derby que coloca à prova a badalação do Corinthians neste início de temporada e a reformulação feita pelo Palmeiras.

O Timão tem uma trajetória em 2015 que lhe deu a chance de decidir em casa a partida que vale vaga na final. Classificado com uma rodada de antecedência como líder de seu grupo na Libertadores, protagonizou a melhor campanha do Estadual com uma distância para as outras que já garante sua arena como palco da segunda final caso passe pelo Derby. Não há mais nenhuma outra vantagem, porém. Se houver empate, a decisão do finalista sairá em cobranças de pênaltis.

O Palmeiras, que fez 20 contratações e refez o elenco depois de quase ser rebaixado no Campeonato Brasileiro do ano passado, foi o clube grande com pior campanha na primeira fase. Mas chega animado por ter evoluído à medida que o plantel sob comando de Oswaldo de Oliveira foi ganhando reforços e entrosamento.

Avanço que Tite parece já ter conseguido. Embora considere todos os seus jogadores como titulares, o técnico tem alternado reservas e seus principais atletas, sem perder competitividade. Só perdeu do alemão Colônia, em torneio amistoso nas primeiras semanas do ano, e o clube ainda acumula 31 jogos de invencibilidade no seu estádio.

Como adversário para este domingo, além do Palmeiras, há o cansaço, já que o time teve força máxima para ficar no 0 a 0 com o San Lorenzo na quinta-feira, pela Libertadores, enquanto o rival apenas treinou a semana toda. Sem Guerrero, com dengue, e Emerson, suspenso, Tite deve escalar Vagner Love e o colombiano Stiven Mendoza no ataque, embora Danilo surja como opção para ser centroavante. O lateral esquerdo Fábio Santos está à disposição após operar o joelho direito, mas Uendel tende a ser mantido.

“Será uma verdadeira final no domingo. Vamos virar a chave porque já conseguimos a classificação na Libertadores e teremos um jogo dificílimo agora. Não vamos dar mole porque também temos a ambição de conquistar o Paulista. O trabalho continua”, disse Renato Augusto, uma das dúvidas por conta do desgaste, mas animado para o clássico. “É importante jogar em casa, sem dúvida. Emociona entrar em campo e ver essa massa empurrando o time. Só temos que agradecer e retribuir com vitórias”, declarou.

O Palmeiras tem o ânimo do que chama de “jogo do ano”, mas convivendo com mais desfalques. O zagueiro Vitor Hugo, o lateral esquerdo Victor Luis e o atacante Leandro Pereira cumprem suspensão, enquanto o zagueiro Tobio e o lateral direito João Pedro estão vetados com dores musculares. O lateral esquerdo Zé Roberto e o meia Valdivia são dúvida entre os titulares por conta de suas condições físicas.

Derby opõe badalação corintiana e renovação palmeirense (Fotos: Agências Corinthians e Palmeiras)

A zaga será formada por Jackson e Victor Ramos, que constituem a defesa reserva nos treinos desde o início do ano. Na lateral esquerda, Zé Roberto tenta se recuperar de lesão na coxa direita que já sentiu duas vezes em menos de um mês e, se não puder jogar, a improvisação do zagueiro Wellington será a única opção. Na linha ofensiva, caso Valdivia não mostre que pode suportar 90 minutos do Derby, Cristaldo entrará no ataque, com Rafael Marques, Robinho e Dudu mantidos na linha de aproximação da área.

“Vamos organizar o time sem fugir muito do que tem sido feito para que o trabalho desenvolvido até agora tenha continuidade. Estamos raciocinando bem, encaixando as peças de acordo com as possibilidades de cada um”, disse Oswaldo, que já alterou quase o time inteiro após perder o Derby por 1 a 0 em 8 de fevereiro, no Palestra Itália. “É uma mudança substancial. Contra o Corinthians, não tem segredo: é dobrar essa competitividade e a organização que eles têm. Vamos procurar essa evolução”, definiu.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS X PALMEIRAS

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 19 de abril de 2015, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Alex Ang Ribeiro

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf; Jadson, Elias, Renato Augusto e Stiven Mendoza; Vagner Love
Técnico: Tite

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Victor Ramos, Jackson e Zé Roberto (Wellington); Gabriel e Arouca; Robinho, Valdivia (Cristaldo) e Dudu; Rafael Marques
Técnico: Oswaldo de Oliveira