Peixe recebe o Maringá com o que tem de melhor para evitar zebra

Apesar de abrir 2 a 0, os santistas acabaram cedendo o empate e, por isso, terão de entrar em campo nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, para evitar uma grande zebra

Comentar
Compartilhar
13 MAI 201512h18

O plano de Marcelo Fernandes era, mesmo com um time reserva, apenas com Vladimir mantido no gol, conseguir a classificação direta às oitavas de final da Copa do Brasil no primeiro duelo contra o Maringá. Apesar de abrir 2 a 0, os santistas acabaram cedendo o empate e, por isso, terão de entrar em campo nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, para evitar uma grande zebra.

Diferente da partida no Paraná, o Peixe vai com o que tem de melhor para o segundo duelo contra o Maringá. Chiquinho e Renato são os únicos desfalques. O lateral por causa de uma pancada nas costas e o volante em função de um incômodo no músculo posterior da coxa esquerda. Com isso, Cicinho entra na lateral direita e Victor Ferraz mais uma vez atuará improvisado no lado oposto. No meio, Leandrinho entra para se juntar a Valencia e Lucas Lima.

O ponto forte da equipe mais uma vez está no ataque. Marcelo Fernandes vai cumprir a promessa de que escalaria o melhor time possível para a decisão desta quarta e vai mandar o trio formado por Geuvânio, Robinho e Ricardo Oliveira para o jogo.

Peixe vai a campo na Vila Belmiro com o que tem de melhor, como Lucas Lima (na foto), Robinho e Ricardo Oliviera (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

Apenas um novo empate por 2 a 2 leva a definição do classificado para os pênaltis. 0 a 0 e 1 a 1 garantem o Santos na próxima fase, enquanto 3 a 3, 4 a 4 e assim por diante dão a vaga para o Maringá. A vitória de qualquer um dos times e por qualquer placar também define a classificação.

Para o Maringá, entrar em campo nesta quarta já é um feito muito comemorado no clube. O time paranaense chegou a ficar em desvantagem de 2 a 0, mas evitou a eliminação direta, buscou o empate e, por pouco, não conseguiu a virada.

Agora, a missão é ainda mais difícil, pois o Santos é sempre muito forte na Vila Belmiro e nem pensa em perder a vaga diante de seu torcedor. Para os jogadores do Maringá, no entanto, é tudo ou nada. Caso não consiga a classificação, o clube não deve renovar o contrato de nenhum atleta.