Peixe 'esquece' título e vai com força máxima para Florianópolis

Depois de tanto mistério na reta final do Paulistão, Marcelo Fernandes resolveu iniciar o Brasileiro de uma forma mais leve

Comentar
Compartilhar
09 MAI 201510h51

Foram apenas duas derrotas nos últimos meses e um título estadual sobre o rival Palmeiras – conquistado de forma dramática nas penalidades máximas. Mas, passada uma semana da festa na Vila Belmiro, o Santos estreia na principal competição do País. Por isso Marcelo Fernandes pede foco total na partida deste domingo, contra o Avaí, na estreira alvinegra no Campeonato Brasileiro.

"Falei para eles que são merecedores por tudo o que conquistaram e jogaram. Agora, acabou. Não tem essa de que foi campeão paulista, nada disso. Eles se cobraram bastante para poderem ajudar no Brasileiro", conta o comandante, que também chega com o moral elevado após superar a desconfiança inicial, ser efetivado e, por fim, campeão à frente do time já em sua primeira missão como técnico.

Depois de tanto mistério na reta final do Paulistão, Marcelo Fernandes resolveu iniciar o Brasileiro de uma forma mais leve. Abriu a atividade no CT Rei Pelé para a imprensa e confirmou força máxima, visto que escalou equipe alternativa no Paraná no meio de semana, quando enfrentou o Maringá pela Copa do Brasil.

"Até liberei o treino, os dez da final (do Paulista) que ficaram (em Santos) vão sair jogando em Florianópolis", avisa. Vale lembrar que o goleiro Vladimir foi o único titular em campo no empate em 2 a 2 na última quarta-feira. Ele também encara o Avaí no estádio da Ressacada, neste domingo.

Marcelo Fernandes confirmou força máxima contra o Avaí (Foto: Divulgação/Santos FC)

Apesar de ser visitante, o Santos chega à primeira rodada do Brasileiro com certo favoritismo. Robinho, Ricardo Oliveira, Lucas Lima e companhia terão pela frente adversário que precisou do quadrangular final para escapar do rebaixamento no Catarinense. Entretanto o retrospecto desde que o técnico Gilson Kleina assumiu é bom: são quatro vitórias e dois empates nos últimos seis jogos. No meio de semana, pela Copa do Brasil, o Leão venceu o arquirrival Figueirense por 1 a 0.

"Jogar contra esses times é muito difícil. Eles lutaram para não cair no estadual e venceram o clássico contra o Figueirense. É uma equipe difícil e o Santos está ciente para não ser surpreendido", comenta Marcelo Fernandes, sempre cauteloso em seus prognósticos às vésperas das partidas.