Oswaldo de Oliveira quer corrigir passagem no Santos em 2005

Naquele ano, o treinador dirigiu a equipe em apenas 16 partidas, conquistando nove vitórias, quatro empates e três derrotas

Comentar
Compartilhar
07 JAN 201419h49

Pela terceira vez em sua carreira, Oswaldo de Oliveira assumirá o Santos. O novo comandante do Peixe quer corrigir a última passagem que teve pelo time, em 2005, quando dirigiu a equipe em apenas 16 partidas, conquistando nove vitórias, quatro empates e três derrotas. Hoje, ele comandará o primeiro treino do Peixe para a temporada 2014.

“Eu tenho uma vontade muito grande de corrigir aquilo que ficou para trás em 2005. Não tive a oportunidade de completar o trabalho como gostaria. Estou agarrando essa oportunidade com unhas e dentes, com muita vontade de conseguir fazer o Santos ser um time vitorioso. O lugar do Santos é esse, isso não é novidade, o lugar do Santos é no topo do pódio”, afirmou o treinador, hoje (7), em entrevista a Santos TV.

Após duas temporadas de sucesso no Botafogo, Oswaldo desembarca na Vila Belmiro com a missão de comandar a equipe nas disputas dos campeonatos Paulista, Brasileiro e da Copa do Brasil.

Oswaldo de Oliveira assumirá o Santos pela terceira vez em sua carreira (Foto: Reprodução/Santos TV)

“Nós temos um trabalho novo, vamos dar consistência no que já foi desenvolvido pelo Claudinei e pelo Muricy. Vou dar continuidade nesse trabalho, tentando levar em frente e conseguir realizar todos os objetivos”, disse Oswaldo.

No Santos, o treinador ainda reencontrará três atletas. “Já trabalhei com o Dracena, o Léo e o Arouca, o resto do elenco não conheço trabalhando. Apenas como adversário. Trata-se de um elenco qualificado, que vamos trabalhar para que produza no nível de expectativa da nossa torcida”.

Oswaldo ainda fez um pequeno balanço para a temporada 2014. “Temos que reconhecer que a concorrência é forte, os adversários estão se preparando, são grandes times no âmbito estadual e nacional, mas sabemos do nosso compromisso e vamos trabalhar para tentar superar esses adversários”.