Neymar pede para torcida ter respeito com Paulo Henrique Ganso

No domingo (3), o Santos recebe o São Paulo na Vila Belmiro. O clássico marcará o reencontro do meia com seu ex-time.

Comentar
Compartilhar
31 JAN 201319h41

Domingo (3), o Santos recebe o São Paulo no clássico válido pelo 5ª rodada do Paulistão e as atenções estarão voltadas para o reencontro de Paulo Henrique Ganso com seu ex-time e, principalmente, com a torcida santista, que até hoje não engole a transferência do meia para o rival.

Neymar, grande amigo de Ganso desde as categorias de base, pediu para a torcida tratar Ganso com respeito.

“Eu espero que a torcida possa receber (o Ganso) com respeito por tudo que ele fez aqui. O Ganso é meu irmão, amo ele, então, se acontecer alguma coisa com o Ganso eu vou ficar triste”, admitiu Neymar, que aproveitou para lembrar do dia em que foi hostilizado pela torcida no amistoso da seleção brasileira contra a África do Sul, no Morumbi, no dia 7 de setembro do ano passado.

“Eu tenho certeza que o Ganso não ficou nada feliz com aquilo que aconteceu comigo no Morumbi. É uma coisa chata. Para pessoas que estão perto da gente, que gostam a gente, é uma coisa ruim de ver. Naquele dia estava minha família inteira no estádio. Eu já não sinto mais (pressão pelas vaias), mas a família sente”, disse Neymar.

Neymar é amigo de Ganso desde as categorias de base (Foto: Divulgação/Santos FC)

Aposta com Ganso

Sobre o clássico, Neymar prefere não enfrentar Ganso. “Jogar contra o Ganso é sempre complicado, é um craque. Espero que ele não jogue, fique só vendo em casa, torcendo”, brincou o santista, que aproveitou a coletiva de imprensa desta quinta-feira para lançar uma aposta com o camisa 8 são-paulino.

“Uma aposta pode rolar. Se o Santos vencer ele vem jantar aqui em Santos e paga a conta. Se o São Paulo ganhar, eu subo (a serra) e pago. Vamos ver se ele vai querer”.